ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SÁBADO  12    CAMPO GRANDE 15º

Capital

Operação da Polícia Civil contra 'gatos' é feita em quatro municípios

Por Ana Paula Carvalho e Paula Maciulevicius | 02/03/2012 11:46
Policial fiscaliza padrão de energia em estabelcimento (Foto: Marlon Ganassin)
Policial fiscaliza padrão de energia em estabelcimento (Foto: Marlon Ganassin)

A operação Curto Circuito da Polícia Civil está sendo deflagrada em mais três cidades, além de Campo Grande. Mandados de prisão e busca e apreensão são cumpridos em Sidrolânida, Ribas do Rio Pardo e Terenos.

De acordo com o delegado Fernando Nogueira, que coordena a operação, por mês o estado perde R$ 8 milhões com aproximadamente 35 mil furtos de água e energia.

Ainda segundo ele, as fraudes são feitas por uma rede organizada. Temo intermediário, o fraudador, o beneficiário e agenciador que vai atrás dos clientes.

Entre os sete presos está o eletricista Duedes Henrique de Almeida, ele é considerado “o cabeça da quadrilha”. A polícia chegou até ele em outubro do ano passado, durante investigação de furto de energia em uma concessionária.

Ao todo, são 40 mandados de prisão e de busca e apreensão. Um posto de combustíveis na rua Dom Aquino está entre os estabelecimentos fiscalizados.

No local, os peritos da Polícia Civil e os técnicos da Enersul encontraram um adaptador no relógio central que permite que o proprietário permita quando consumirá mais e quando consumirá menos.

O material foi recolhido e levado para a perícia. O dono do posto de gasolina prestará esclarecimentos na delegacia. O estabelecimento estava sendo monitorado há aproximadamente quatro meses.

Os policiais também estiveram em três estabelecimentos na Gury Marques. Dois de propriedade de familiares de Duedes e uma farmácia.

No mercado, segundo o delegado, a fraude é visível pelo histórico de consumo do estabelecimento. Em julho do ano passado era 1.360 kw/h, em janeiro passou para 701 e em fevereiro para 167 kw/h. O proprietário pelo consumo aproximadamente R$ 20.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário