A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Abril de 2019

10/04/2019 14:26

Operação faz busca e apreensão contra empresa de vistoria veicular

Ações foram realizadas em duas empresas, a Contato e a Focar, uma revenda de carros e duas casas de envolvidos

Geisy Garnes
Equipes do GECOC em uma das empresas alvos (Foto: MPMS)Equipes do GECOC em uma das empresas alvos (Foto: MPMS)

O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) cumpriu, na manhã desta quarta-feira (10), cinco mandados de busca e apreensão contra empresas de vistoria veicular de Campo Grande. As ações são resultado de investigação contra um esquema de credenciamento ilegal no Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul).

A Operação Vistoria foi realizada nesta manhã por meio do GECOC (Grupo Especial de Combate à Corrupção) e da promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social, para cumprir cinco mandados de busca e apreensão em Campo Grande.

Os mandados foram cumpridos em duas ECVs (Empresas Credenciadas de Vistoria) – a Contato e a Focar Vistoria – uma revenda de automóveis e duas residências de envolvidos no esquema.

Conforme o Ministério Público, as ações são resultados das investigações sobre um suposto esquema criminoso que usa “laranjas” no quadro societário de ECVs (Empresas Credenciadas de Vistoria) para conseguir fazer credenciamento fraudulento das empresas no Detran-MS. Ainda são apurados crimes de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Nos locais foram apreendidos documentos, papéis, agendas, registros contábeis, anotações, comprovantes de movimentações bancárias, computadores, além de celulares.

Em nota, a Assovis (Associação das Empresas de Vistoria Veicular de Mato Grosso do Sul) informou que acompanha a investigação. "Se existem situações pontuais, é preciso que sejam apuradas e tomadas as devidas providências”, diz o presidente da entidade, José Renato Cantadori.

De acordo com entidade, a vistoria veicular é feita com tecnologia. Os itens obrigatórios e de segurança são filmados e as imagens armazenadas por cinco anos e acessíveis em casos de irregularidades.

Somente no ano passado, cerca de 150 mil vistorias foram realizadas no Estado, que tem 39 empresas de vistorias veiculares filiadas à Assovis.

#Matéria atualizada às  15h29 para acréscimo de informações



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions