ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Operação vai sair às ruas contra “terra sem lei” das fiações em postes

Cabos e fios soltos colocam em risco a vida das pessoas, além dos crimes de furto

Por Aline dos Santos | 21/06/2024 10:48
Fiação em poste na Rua da Paz, em Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami)
Fiação em poste na Rua da Paz, em Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami)

Operação vai sair às ruas de Campo Grande, a partir da próxima semana, para combater um problema crônico e perigoso: fios descartados inadequadamente em postes de energia.

Nesta sexta-feira (dia 21), o deputado estadual Paulo Duarte (PSB) participou de reunião com secretário de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, e representantes da Energisa, distribuidora de energia elétrica.

“Expusemos o que está acontecendo, essa verdadeira falta de controle em relação a instalação de fios. Colocando em risco a vida do motoentregador, do pedestre. Também há os furtos. A operação é uma ação efetiva. Será o início para tentar solucionar essa verdadeira terra sem lei em que se transformou os postes de energia elétrica em todo Estado”, afirma Duarte.

Paulo Duarte (à direita) em reunião nesta 6ª feira na Sejusp. (Foto: Divulgação)
Paulo Duarte (à direita) em reunião nesta 6ª feira na Sejusp. (Foto: Divulgação)

Os impactos da fiação solta pela cidade já foi tema de várias reportagens do Campo Grande News. “A entrada da Secretaria de Segurança sinaliza que vai acabar com essa terra de ninguém. Porque não há nenhum controle sobre isso. A legislação é confusa, com duas agências reguladoras que não se entendem”, diz o deputado.

A ação será da Polícia Civil e a fiação será removida, abrindo caminho para punições.

“Viemos tratar das questões de fios e cabos de telefonia pelas redes da distribuidora em todo o Estado. O objetivo é que a gente inicie na próxima semana ações conjuntas para suprimir os fios e cabos que são irregulares, clandestinos ou estão fora do padrão. Todas as empresas estão sendo notificadas ou já foram notificadas. O objetivo é identificar quem continua de forma clandestina na rede, prejudicando toda a população”, afirma o diretor-presidente da Energisa, Marcelo Vinhaes.

Paulo Duarte também acionou o MPF (Ministério Público Federal) para tentar pôr um fim na “farra” dos operadores de telefonia e internet, que deixam a rede de “fiação morta”.

Se no alto, o excesso de fiação enfeia a cidade, quando vem ao chão, os cabos se tornam risco para pedestre e dor de cabeça para a comunidade que não tem a quem pedir a remoção. Ninguém fiscaliza, ninguém pune ou, no mínimo, registra reclamações. Na base do jeitinho, os fios são enrolados em árvores ou jogados sob os demais cabos presos aos postes.

Baú de carreta enroscou em fios e entortou poste na Avenida Salgado Filho, em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)
Baú de carreta enroscou em fios e entortou poste na Avenida Salgado Filho, em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias