A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

03/08/2015 19:44

Pacientes pedem volta de ambulantes no entorno da Santa Casa

Dos 13 vendedores, apenas um continua no local

Juliana Brum
Ambulantes com medo de ameaças de multas altas não abrem suas bancas ( foto - Fernando Antunes)Ambulantes com medo de ameaças de multas altas não abrem suas bancas ( foto - Fernando Antunes)

Vendedores ambulantes que receberam ordem para deixar o entorno da Santa Casa pedem auxilio de vereadores para permanecer no local.  Hoje (3) venceu o prazo dado pelas autoridades para que eles deixem o local. 

Segundo o vendedor de caldo de cana, Henrique Pereira Coutinho, são aproximadamente 13 ambulantes que ficam na região, mas somente ele permaneceu aberto e aguardará uma posição trabalhando.

"Procuramos o vereador Carlão e irei continuar a vender o meu caldo de cana,sim. Não recebemos nada por escrito, por isto, permanecerei" afirmou Coutinho.

Francisco Matos é o primeiro ambulante da Capital e afirmou estar indignado com tal proibição, e diz ter visto pela imprensa que foi ordem da Santa Casa. Ele ainda completou que o motivo seria para que o Hospital arrumasse a calçada, por esta razão teria solicitado a retirada deles.

Henrique Pereira é o único que continua aberto até segunda ordem afirmou ( Foto - Fernando Antunes)Henrique Pereira é o único que continua aberto até segunda ordem afirmou ( Foto - Fernando Antunes)

"Está no jornal de hoje que a ordem veio da Santa Casa. Vivo disto há quase 30 anos só neste ponto" explicou seo Chiquinho, como é conhecido na região.

Na Ruy Barbosa não se vê nenhum ambulante, apenas o carro de Mohamed Jarbor, que afirmou estar aguardando um cliente, mas contou que tentou mudar para outro local próximo , porém o sol é demais e não poderá ficar ali. Também disse que não é contra a lei, mas não entende a proibição vinda de um homem, dando a entender que fosse do prefeito ou secretário de Meio Ambiente, relatou.

Mohamed reclama que receberam ameaças de multas altas no valor de 6 mil reais, caso permaneçam.

Segundo o vereador Carlos Augusto Borges (PSB), ele esteve com os ambulantes e irá se reunir agora no final do dia com o secretário de Governo Paulo Matos, para pedir que seja dado um prazo maior para os ambulantes até resolverem esta questão.

"Eu mesmo conversei com o presidente da Santa Casa, Wilson Levi Teslenco, que afirmou que o pedido não veio deles e que desconhece quem tenha dado tal ordem", contou o vereador que luta por um acordo a favor dos trabalhadores.

A atendente que faz tratamento na Santa casa, e vem regularmente de Coxim, disse que ficou surpresa hoje ao chegar e não encontrar os ambulantes.

"Nós chegamos na madrugada e o único ponto que existe aberto são as bancas como a da Dona Maria, onde tomamos nosso café e aguardamos até o incio de nossos tratamentos. E agora como vai ser com a gente que vem de fora?" questionou a paciente inconformada.

Maria Auxiliadora Diniz veio de Coxim e protestou sobre a retirada dos ambulantes ( foto - Fernando Antunes)Maria Auxiliadora Diniz veio de Coxim e protestou sobre a retirada dos ambulantes ( foto - Fernando Antunes)
Pacientes que esperam ônibus para voltar para o interior reclamam da ausência dos ambulantes na região (Foto - Fernando Antunes)Pacientes que esperam ônibus para voltar para o interior reclamam da ausência dos ambulantes na região (Foto - Fernando Antunes)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions