A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

29/10/2016 13:29

Padrasto diz não ter ideia de motivo do assassinato de jovem no Campo Alto

Christiane Reis
Padrasto da vítima disse que o jovem era tranquilo e querido por todos. (Foto: Marcos Ermínio)Padrasto da vítima disse que o jovem era tranquilo e querido por todos. (Foto: Marcos Ermínio)

Um jovem tranqüilo, com sonhos simples e querido pelos amigos. Assim Orlando Marcelino da Silva, 42 anos, padrasto de João Vitor Ferreira da Silva, 18, descreveu o comportamento do enteado, cujo corpo foi encontrado em terreno baldio na sexta-feira (28), com seis facadas e degolado. No local também havia marcas de pneus.

O padrasto conversou com a reportagem na manhã deste sábado (29), durante o velório de João Vitor. Ele não consegue imaginar o que teria motivado o crime, pois“ todos na região gostavam dele”.

Segundo Orlando Marcelino, o enteado não estudava nem trabalhava de forma fixa, “ele fazia bicos de servente de pedreiro e poda de árvores. Antes de me casar com a mãe dele, ele, inclusive, ajudava a sustentar a casa”, contou. A mãe, Adriana Fagundes da Silva , tem mais três filhos e João Vitor era o mais velho.

Dia do crime – Orlando Marcelino contou que o rapaz costumava dormir em casa de amigos e que a família os conhece. Na quinta-feira (27) ele passou o dia com a mãe e no fim da tarde saiu, como de costume.“Uma das últimas pessoas que o viu foi uma tia, que tem uma loja no Bairro Santo Eugênio, ele passou por lá”, disse. A família mora na Vila Julieta e o corpo de João Vitor foi encontrado no jardim Campo Alto, bairros próximos.

Ainda em seu relato, Orlando Marcelino contou que na sexta-feira (28) uma reportagem, que chamou a atenção da mãe de João Vitor. “Resolvi então ir até o local onde o corpo foi encontrado e vi que o chinelo era parecido. A partir daí fomos ao IMOL e infelizmente reconhecemos o corpo”, contou.

A família mora no bairro há 4 anos, e Orlando Marcelino está casado com Adriana Fagundes há um ano e quatro meses. “Mas eu já os conheço há muito mais tempo, há uns quatro anos, nos conhecemos na igreja”, disse. O corpo do jovem está sendo velado desde ontem e o sepultamento será às 15h30.

 

Prefeitura apresenta Plano Municipal de Turismo com metas até 2027
A prefeitura de Campo Grande apresentou nesta segunda-feira (20), em encontro com o secretário nacional de Estruturação do Ministério do Turismo, Jos...
Beleza Negra reúne candidatos em 10ª edição do evento no próximo sábado
Acontece no próximo sábado (25) mais um Concurso Beleza Negra Campo Grande, a partir das 19h, no Centro de Convivência do Idoso Vovó Ziza. Em 2017 o ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions