A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Agosto de 2019

23/07/2019 16:55

Pais peregrinam por postos de saúde e não encontram vacinas básicas

Imunização é aplicada em crianças para proteger contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela, difteria, tétano e coqueluche

Tainá Jara e Ronie Cruz
Vacinas são aplicadas durante a infância. (Foto: Henrique Kawaminami)Vacinas são aplicadas durante a infância. (Foto: Henrique Kawaminami)

Sem previsão de abastecimento pelo Ministério da Saúde, as vacinas tetra viral e DTP (tríplice bactéria) estão em falta nas unidades de saúde de Campo Grande. A imunização é considerada básica, para proteger contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela, difteria, tétano e coqueluche.

O problema foi verificado por pais e mães ao buscar as unidades nesta semana. Ao Campo Grande News, a dona de casa Ana Lúcia da Silva Soares, 32, relatou que foi vacinar o filho de 1 ano e cinco meses na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Nova Bahia, nesta segunda-feira e descobriu que os três tipos de vacina estão em falta: DTP, tetra viral e contra meningite.

“Era para ele tomar quatro: contra hepatite A, VOP [Vacina Oral Poliomielite], tetra viral e DTP. Mas só tomou a dose contra hepatite A e VOP porque as outras estão em falta já faz uns dois meses”, disse.

Conforme a dona de casa, a atendente da unidade informou que as vacinas estão em falta em todas as unidades. “Me disseram que não tem previsão. É pra ligar ou ficar indo na unidade até sexta-feira para saber quando as doses vão chegar”, contou a mãe.

Em nota, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) confirmou a falta das vacinas DTP e tetra viral e disse que problema afeta vários municípios do País por conta de problema na produção. “A distribuição é de responsabilidade do Ministério da Saúde e, momentaneamente, não há previsão para abastecimento”. Os itens estão em falta já fazem quase dois meses. 

Quanto a vacina contra meningite, a Meningo C, a secretaria informou que está disponível na rede e que a falta pode ser momentanea. “Caso não tenha sido encontrada na unidade na ocasião, provavelmente foi por conta de uma falta pontual”.

Proteção - A DTP é aplicada em duas doses e protege contra difteria, tétano, pertussis (coqueluche) e infecções graves pelo Haemophilus influenzae tipo b. O primeiro reforço é aplicado aos 14 meses e o segundo aos 4 anos de idade.

A tetra viral é dada em dose única aos 15 meses e protege contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela. A vacina contra a meningite é aplicada também em duas doses. A primeira aos 3 meses de idade e a segundo aos cinco meses, além de reforço aos 12 meses.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions