ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Para achar jovem desaparecido há 8 dias, família mobiliza redes sociais

Por Jéssica Benitez | 31/05/2013 09:45
Família se mobiliza no Facebook para propagar imagens de rapaz desaparecido (Foto: Divulgação)
Família se mobiliza no Facebook para propagar imagens de rapaz desaparecido (Foto: Divulgação)

Sem informações sobre o paradeiro do jovem Ericson Cândido da Costa, 25 anos, desaparecido desde o último dia 22, a família do rapaz utiliza as redes sociais para propagar fotos dele como pedido de socorro aos internautas. Ao Campo Grande News, a irmã, Maria Cândida, contou que a esperança dos familiares é que alguém veja a imagem de Ericson na internet e os ajude com novas informações.

“Ainda não temo nenhuma novidade. Estamos nos mobilizando no Facebook e pedimos que todo mundo compartilhe a foto dele, esta é a única forma para tentar movimentação”, disse Maria. Até o momento quase 600 compartilhamentos já foram feitos.

A foto está acompanhada pela massagem: “Ericson Candido Costa esta sumido desde o dia 22-05-2013. Compartilhem e ajudem, ultimo lugar visto foi na Avenida Mato Grosso em Campo Grande (MS) com uma moto amarela Hornet com placa de dourados”.

Além disso, uma montagem com três fotos do jovem e telefones de contato para informações está correndo na rede. Esta foi feita pela Fã Page “Amizade Solidária”, página do Facebook sem fins lucrativos, utilizada para difundir ações consideradas como “bondosas”. A montagem já conseguiu quase 800 compartilhamentos.

Embora não tenha nenhuma pista, Maria garante que a polícia está engajada no caso. A família acredita que o rapaz foi roubado. “Ontem liguei para saber notícias e eles estão trabalhando muito. A gente acha que roubaram ele”, contou.

Caso – No último dia 22 Ericson saiu de sua casa, onde mora sozinho, no bairro Itamaracá, e não foi mais visto. O rapaz estava de moto e, segundo relato da irmã, um vizinho o viu e disse que ele estava bem e chegou até a cumprimentá-lo. A investigadora Maria Campos, especializada em procurar pessoas desaparecidas, chegou a confirmar que o sumiço não foi voluntário. “É fato, ele não sumiu de livre e espontânea vontade”, resumiu.

De acordo com os familiares, há um compromisso entre irmãos, de um avisar ao outro quando houver a necessidade de desligar o celular por um longo tempo, como ocorre agora, mas desde o dia 22 o rapaz está incomunicável. As irmãs garantem que o jovem não é uma pessoa problemática, não bebe, não usa drogas ou tem algum distúrbio mental.

Nos siga no Google Notícias