ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Polícia faz buscas em casa de rapaz desaparecido há quase uma semana

Por Ângela Kempfer e Anny Malagollini | 29/05/2013 11:29
Irmãs estiveram hoje na delegacia pedindo apoio à investigadora Maria Campus.
Irmãs estiveram hoje na delegacia pedindo apoio à investigadora Maria Campus.
Ericson desapareceu na quinta-feira passada.
Ericson desapareceu na quinta-feira passada.

A Polícia Civil esteve hoje na casa de Ericson Cândido Costa, 25 anos, desaparecido desde a última quinta-feira. O rapaz mora sozinho no bairro Itamaracá e contratou uma reforma para ampliar o imóvel.

A Polícia buscou algumas pistas sobre o que pode ter acontecido com o jovem e também conversou com os pedreiros que trabalham na obra. No local, o único material apreendido foi uma das motos do jovem.

Hoje pela manhã, as duas irmãs mais velhas de Ericson estiveram na 5ª Delegacia, para pedir ajuda à investigadora Maria Campos, que se especializou em procurar pessoas desaparecidas. Elas pediram para não ser identificadas, mas garantiram não acreditar em um sumiço por "conta própria". "Já faz muito tempo. Não sabemos o que pensar", lamenta a família.

Segundo elas, há um compromisso entre irmãos, de um avisar ao outro quando houver a necessidade de desligar o celular por um longo tempo, como ocorre agora. Desde o dia 23 o rapaz está incomunicável.

Como o jovem sempre foi muito ligado à tecnologia, com uso frequente de mensagens instantâneas pelo celular e postagens no Facebook, o desaparecimento ficou evidente. “Assim foi muito rápido todo mundo perceber que havia algo de errado com ele”, diz uma das irmãs.

Também nas redes sociais, uma delas já fala "no pior". "Eu imploro à Deus que a cruz do meu irmão Ericson seja leve e  que sua vida seja poupada".

Ela comenta que Ericson gosta de viajar, mas sempre combinava com os amigos. Desta vez, não chamou ninguém. No último sábado, um dos amigos próximos também ligou para a família para pedir notícias do rapaz.

As irmãs garantem que o jovem não é uma pessoa problemática, não bebe, não usa drogas ou tem algum distúrbio mental. Dizem que ele começou um relacionamento agora, o que, na opinião da família, torna o sumiço ainda mais incompreensível.

A investigadora Maria Campos prefere não antecipar a linha de investigação, mas também acha estranho o desaparecimento. “É fato, ele não sumiu de livre e espontânea vontade”, resumiu.

As irmãs acreditam que Ericson saiu de casa pilotando uma moto Honda Hornet, placa DNG-9924, de Dourados (MS). Segundo elas, o rapaz é “autônomo”.

Nos siga no Google Notícias