ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 11º

Capital

Para pegar promoções de inauguração, clientes madrugam em fila de atacadista

Mesmo no fim de mês, até gente do interior veio buscar descontos na inauguração de mercado

Por Guilherme Correia e Cleber Gellio | 29/06/2022 08:20
Clientes formaram fila para entrar no atacadista, por volta das 5h de hoje. (Foto: Marcos Maluf)
Clientes formaram fila para entrar no atacadista, por volta das 5h de hoje. (Foto: Marcos Maluf)

A nona loja do Fort Atacadista foi inaugurada nesta quarta-feira (29), na Avenida Três Barras, no Bairro Tiradentes, em Campo Grande. Consumidores chegaram com até quatro horas de antecedência e formaram fila para entrar no mercado, mesmo sendo fim de mês e há uma semana do pagamento de salário. Os primeiros já estavam lá por volta das 5h, enquanto a previsão de abertura era às 9h.

Irmãos vieram de Aquidauana para comprar no atacadista. (Foto: Marcos Maluf)
Irmãos vieram de Aquidauana para comprar no atacadista. (Foto: Marcos Maluf)

A grande quantidade de pessoas na frente da loja fez com que a administração, inclusive, abrisse mais cedo do que o previsto, às 7h10. Os clientes, em geral, foram em busca de promoções especiais de inauguração.

Os irmãos Edmilson e Valdir Macedo Mendes, de 46 e 45 anos, vieram de Aquidauana, a 141 quilômetros de Campo Grande, para levar estoque para as conveniências que trabalham no interior. Eles chegaram às 6h para comprar 15 fardos de arroz, totalizando quase meia tonelada do produto, além de três fardos de feijão, com 30 quilos, ao todo.

Eles acreditam que mesmo com o custo da gasolina, para virem até a Capital, devem economizar aproximadamente 30% na compra.

Alguns itens anunciados em materiais de divulgação, segundo a administração do Fort, podem estar mais baratos hoje - o pacote de cinco quilos de arroz passou de R$ 14,99 para R$ 13,99, mas o preço original deve retornar amanhã.  Produtos como o pacote de açúcar de dois quilos é vendido a R$ 6,79, enquanto o feijão sai por R$ 6,49.

Waldinei acredita ter economizado cerca de R$ 300 na compra do mês. (Foto: Marcos Maluf)
Waldinei acredita ter economizado cerca de R$ 300 na compra do mês. (Foto: Marcos Maluf)

O quilo da costela bovina é vendido a R$ 11,99, mas é restrito a cinco quilos por pessoa.

O extrusor Waldinei de Freitas, de 45 anos, veio do Bairro Dom Antônio Barbosa para o Bairro Tiradentes só para fazer a compra do mês, junto da esposa e do filho. Ele acredita que vai economizar cerca de R$ 300, para levar produtos para a família composta por cinco pessoas, e lamentou o limite do quilo da costela: “Se pudesse pegar mais, levaria.”

A coordenadora de marketing regional Rafaellen Duarte afirma que por conta da organização na fila e em “respeito aos clientes que chegaram pela manhã”, houve a antecipação de horário.

Segundo ele, são mais de oito mil itens dentro da loja, com adega, açougue e, em breve, a unidade contará com uma farmácia própria. Está previsto funcionamento de 21 caixas e outros quatro de autoatendimento.

Fiscais da Agetran organizavam trânsito na região, que ficou lento. (Foto: Marcos Maluf)
Fiscais da Agetran organizavam trânsito na região, que ficou lento. (Foto: Marcos Maluf)

Trânsito - Na segunda-feira, o Campo Grande News noticiou que a Agetran (Agência Municipal de Trânsito) e Planurb (Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano) têm previsão de mudanças no ordenamento viário da região. Na manhã de hoje, o trânsito contou com a orientação de fiscais para evitar transtornos, mas a passagem de veículos estavam bem lenta.

Na saída pela Avenida Três Barras, motoristas só podem pegar o acesso à direita, para não sobrecarregar a rotatória da Rua Domingos Jorge Velho. Clientes poderão entrar e sair pela Rua Dunga de Arruda.

Até o momento, está em execução a criação de uma nova rua, de aproximadamente 200 metros, que vai cortar o terreno e ligar a Avenida Três Barras com a Rua Dunga de Arruda. Ela será continuação da Rua Conde São Joaquim.

Clientes encheram atacadista logo pela manhã. (Foto: Marcos Maluf)
Clientes encheram atacadista logo pela manhã. (Foto: Marcos Maluf)
Nos siga no Google Notícias