ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Passageiro pode pedir reembolso de viagem perdida com fechamento da rodoviária

Antes mesmo da publicação do decreto, movimentação já tinha caído 70%, conforme dados da Agepan

Por Maressa Mendonça | 24/03/2020 17:47
Corredor vazio após fechamento da rodoviária em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)
Corredor vazio após fechamento da rodoviária em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)


Os passageiros que tinham passagens de ônibus compradas para viagens intermunicipais e interestaduais, a partir de Campo Grande, e não conseguiram viajar em decorrência do fechamento da rodoviária poderão pedir ressarcimento do valor pago ou remarcar a data

da viagem. A orientação é da Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos), responsável pela regulação do transporte rodoviário no Estado.

O terminal rodoviário de Campo Grande foi fechado nesta terça-feira (24), após um decreto publicado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD). A suspensão dos serviços tem validade de 20 dias com objetivo de evitar a propagação do coronavírus.

À reportagem do Campo Grande News, o titular da Diretoria de Regulação e Fiscalização: Transportes, Rodovias e Portos, Ayrton Rodrigues explicou que, antes mesmo do fechamento da rodoviária a movimentação de passageiros já havia caído em torno de 70%. O motivo, claro, é o temor das pessoas serem infectadas pelo coronavírus.

Segundo ele, as empresas maiores já haviam reduzido a oferta de ônibus e as menores mantiveram os serviços relacionados ao transporte de cargas e encomendas. Com o fechamento da rodoviária, o transporte de passageiros a partir de Campo Grande deixará de ser realizado.

Rodrigues explica que os passageiros de ônibus não costumam comprar passagens com tanta antecedência, como ocorre com as viagens de avião, por exemplo. Por esse motivo, acredita que não haverá reclamações relacionadas ao adiamento das viagens. “Antes do fechamento as pessoas já não estavam viajando”, lembra.

Ele afirma que todas as empresas foram orientadas a ressarcir o valor das passagens ou remarcar as viagens após a reabertura da rodoviária. Os passageiros que tiverem dificuldade poderão entrar em contato com a ouvidoria do órgão.

Rodrigues informou ainda que logo após as primeiras informações sobre casos de coronavírus no Brasil o número de passageiros de vans aumentou. Em Mato Grosso do Sul, são 60 veículos do tipo regulamentados para fazer viagens. O leve crescimento pode ter relação com o fato de esse tipo de transporte não sair da rodoviária. “Normalmente vai do centro de uma cidade para o centro de outra cidade”, pontua.

A partir de agora até estas viagens deverão ser reduzidas porque ninguém está saindo de casa. “Não há necessidade de viajar agora”, reforça Rodrigues. Em decorrência dessa redução a Agepan não tem trabalhos de fiscalização agendados e trabalha com foco em acompanhamento.

Quem tiver dificuldade em acionar a empresa para pedir ressarcimento do valor das passagens pode entrar em contato com a ouvidoria da Agepan pelo número: (67) 3025-9534.

Rodoviária de Campo Grande ficará fechada por 20 dias para evitar propagação do coronavírus (Foto: Marcos Maluf)
Rodoviária de Campo Grande ficará fechada por 20 dias para evitar propagação do coronavírus (Foto: Marcos Maluf)