A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/05/2014 10:52

Pedreiro e dois adolescentes mataram homem confundido com estuprador

Edivaldo Bitencourt e Graziela Rezende
Delegados Jairo (esquerda) e João Belo falam sobre o linchamento ocorrido no Aero Rancho (Foto: Cleber Gellio)Delegados Jairo (esquerda) e João Belo falam sobre o linchamento ocorrido no Aero Rancho (Foto: Cleber Gellio)

Um homem de 43 anos e dois adolescentes participaram do linchamento do pedreiro Hugo Neves Ferreira, 45 anos, ocorrido na quinta-feira (15) em Campo Grande, segundo investigações da Polícia Civil. O homem foi morto após ser confundido com um estuprador depois de sair de casa bêbado e ficar nu ao enroscar o calção e a cueca na grade da cerca.

A 5ª Delegacia de Polícia, na Vila Piratininga, apresentou o resultado da investigação após a família anunciar, em entrevista ao Campo Grande News, que amigos e parentes poderiam fazer Justiça com as próprias mãos se ninguém fosse preso ou punido pelo crime.

“Não será necessário, porque já esclarecemos”, afirmou o titular da 5ª DP, Jairo Carlos Mendes.

Segundo o delegado João Reis Belo, ao ver Hugo nu na rua, uma mulher gritou e ligou para o marido, o pedreiro Vanderson Escobar Xavier, 43 anos. Ele chegou de carro no Bairro Aero Rancho e encontrou Hugo, nu e bêbado. Segundo depoimentos de duas testemunhas, ele pegou um pedaço de pau ou uma barra e agrediu a vitima por 15 minutos seguidos.

Em seguida, houve aglomeração de pessoas e a vítima foi deixada de lado. Um amigo da família e identificou a vítima, alertando de que não se tratava de estuprador ou um criminoso.

Hugo Ferreira acabou levantando e tentou voltar para casa, quando foi perseguido por dois adolescentes, de 16 e 17 anos. Os meninos o agrediram com chutes e dando rasteiras. Vanderson retornou ao local e voltou a agredir o homem.

A Polícia ainda não conseguiu encontrar o material utilizado pelo pedreiro para agredir o homem, que morreu no hospital.
Como o caso envolve os adolescentes, o caso será encaminhado à Deaij (Delegacia de Atendimento à Infância e Juventude).

Vanderson tem uma extensa ficha policial: tráfico de drogas, receptação e homicídio culposo. Agora, vai responder por homicídio doloso, motivo fútil e por usar recurso que dificultou a defesa da vítima. Ontem, ele prestou depoimento e negou participação no linchamento.

Homem corre nu, é confundido com estuprador e é espancado até a morte
Mais um caso bárbaro de justiça feita com as próprias mãos foi registrado. Um homem de 45 anos foi espancado até a morte ao ser confundido com estupr...
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


TEM QUE PRENDER O PEDREIRO QUE MESMO APÓS SABER QUE A PESSOA NÃO ERA ESTUPRADOR COISA NENHUMA AINDA FOI LÁ E BATEU MAIS E TEM QUE PRENDER OS MOLEQUES QUE JÁ SÃO BEM GRANDINHOS PRA NÃO ACONTECER NADA, SE É PARENTE MEU E DEIXA ESSES MOLEQUES SOLTOS....... SEI LÁ.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 22/05/2014 12:54:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions