A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

29/08/2017 14:59

Pedreiro que invadiu HR e matou esposa é condenado a 13 anos

Crime foi em 6 de janeiro de 2016, quando o autor também tentou se matar

Luana Rodrigues e Mirian Machado
Wilson de Lima, 70 anos, em júri na manhã desta terça-feira (29). (Foto: Marcos Ermínio)Wilson de Lima, 70 anos, em júri na manhã desta terça-feira (29). (Foto: Marcos Ermínio)

A Justiça condenou a 13 anos de prisão em regime fechado, o pedreiro Wilson de Lima, 70 anos, que assassinou a facadas a esposa Vilma Alves de Lima, 57 anos, em frente ao Hospital Regional de Campo Grande. O crime foi em 6 de janeiro de 2016.

O julgamento do pedreiro foi na manhã desta terça-feira (29) e durou cerca de seis horas. Sete jurados, mais o juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Carlos Alberto Garcete, decidiram condenar Lima por homicídio qualificado por recurso que dificultou a defesa da vítima, somado a qualificadora feminicídio.

Durante o júri, a acusação argumentou que o crime foi premeditado, um homicídio privilegiado. A defesa alegou 'violenta emoção'. Uma da filhas de Vilma acompanhou todo o julgamento e disse que está aliviada. “ Tive medo dele ser absolvido, é uma caixinha de surpresa, né? Agora eu estou tranquila, estou em paz”, disse muito emocionada, Edina Lima, 37 anos.

Outro filho lembrou que a mãe não achava que o marido seria capaz de matá-la. "Ela não sofria agressão física, mas sim psicológica e nunca fez boletim porque achava que ele não seria capaz de fazer algo. O que queríamos era que a justiça fosse feita. Nós havíamos entregado tudo nas mãos de Deus e a justiça foi feita”, afirmou Edson Lima Floriano, 40 anos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions