A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/02/2015 17:20

Perícia conclui laudo do local em que jovem morreu ao cair em córrego

Ricardo Campos Jr.
Jovem morta em acidente na avenida Ernesto Geisel (Foto: reprodução/Facebook)Jovem morta em acidente na avenida Ernesto Geisel (Foto: reprodução/Facebook)

A perícia já emitiu laudo da análise feita no local do acidente que matou a adolescente Victória Nunes Fretes, 17 anos, ocorrido no dia 18 de janeiro. Ela estava na garupa de uma moto conduzida pelo namorado Thiago Ângelo de Lima, 22 anos, que perdeu controle da direção e bateu em um poste na avenida Ernesto Geisel, arremessando a vítima no Rio Anhanduí.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Miguel Said, da 1ª DP, falta apenas esse documento para que ele possa fechar o caso. Conforme o coordenador geral de perícias, José Bento Corrêa, o resultado já está à disposição da delegacia, que deverá retirá-lo no início da semana que vem.

“O inquérito está em fase de conclusão”, garantiu Said ao Campo Grande News. Corrêa não revelou o conteúdo do documento. O delegado diz que só vai falar novamente sobre o caso depois que ele for encerrado.

Apuração – Suspeita-se que Thiago estava empinando a moto no momento do acidente. Em depoimento, ele confirma ter feito a manobra perigosa antes do acidente e que não se lembra do que ocorreu no momento da batida.

O advogado que representa o rapaz, Marlon Ricardo Lima Chaves, disse ter testemunhas alegando que um desnível na pista fez com que o cliente dele perdesse controle do veículo. Said ouviu preliminarmente o acusado por 1h15 e assegurou que Thiago ainda não está sendo indiciado pelo crime. “Nós vamos esperar os laudos periciais e esperar a perícia da moto. Quando formar o juízo de convicção, afirmo pelo o que ele será indiciado”, explicou.

Ainda conforme o delegado, em 2014, Thiago foi abordado pela polícia quando realizava manobras com uma pessoa na garupa da moto, mas não confirmou que a ação tenha sido feitas mais vezes.

“Esperamos que, no máximo, ele seja indiciado por homicídio culposo. Ele está aqui para assumir a responsabilidade pelo fato”, esclareceu o advogado do suspeito.

Tragédia – Quando Victória caiu no córrego, teve o corpo levado pela correnteza do rio e foi retirada do local pelo monitor de segurança Jurandir Ferreira dos Santos. Levada à Santa Casa, a vítima não resistiu aos ferimentos que teve e morreu.

A família agradeceu a Jurandir pelo feito heróico. Parentes e amigos ficaram bastante abalados com o ocorrido. “Victória era uma menina muito reservada”, contou a tia, a tecnóloga em Radiologia, Gisele Fretes Rodrigues, 43 anos. A família ficou sabendo do namoro com Tiago Ângelo de Lima, 22, há cerca de um mês.

No dia do acidente, a jovem participava de um almoço com a família da mãe quando o namorado foi buscá-la de moto. Em seguida, familiares ficaram sabendo da tragédia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions