A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

28/01/2016 17:46

Pichado no início do ano, monumento dos Desbravadores é recuperado

Renata Volpe Haddad
O monumento localizado na Av. Fernando Côrrea da Costa foi recuperado pela prefeitura. (Foto: Mário Bueno/ Divulgação)O monumento localizado na Av. Fernando Côrrea da Costa foi recuperado pela prefeitura. (Foto: Mário Bueno/ Divulgação)

O monumento Carro de Boi localizado em frente ao Horto Florestal, pichado por vândalos no início de janeiro com tinta verde, foi recuperado pela Prefeitura de Campo Grande. Conforme o Executivo Municipal, a restauração foi feita com recursos próprios e por funcionários da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação).

Segundo o chefe da Guarda Municipal da Capital, Valdecir de Lima Soares, as operações de fiscalização no local foram intensificadas. “Estamos com operações nos bairros e na região central para coibir as pichações nos muros e prédios. São operações surpresas. Para obter resultados não estamos avisando os locais das operações Bairro Seguro”, informa.

O Executivo Municipal alega que atos como este causam prejuízos e impossibilitam investimentos em diversos setores da Prefeitura.

No país, a pichação é considerada vandalismo e crime ambiental, nos termos do artigo 65 da Lei 9.605/98 (Lei dos Crimes Ambientais), que estipula pena de detenção de 3 meses a 1 ano, e multa, para quem pichar ou depredar prédios e ambientes públicos.

De acordo com a Lei nº 12.408 de 2011, se o ato de pichação for realizado em monumento ou prédio tombado em virtude do seu valor artístico, arqueológico ou histórico, a pena é de 6 (seis) meses a 1 (um) ano de detenção e multa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions