ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUINTA  27    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Polícia está perto de achar autor de armação contra comandante da PM

Por Francisco Júnior e Wendell Reis | 15/02/2012 11:49
Comandante diz que está perto de encontrar autor de armação. (Foto: Marlon Ganassin)
Comandante diz que está perto de encontrar autor de armação. (Foto: Marlon Ganassin)

O comandante da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Carlos Alberto David dos Santos, disse que está perto de identificar o autor de uma armação para incriminá-lo, que envolveu uma carta na qual policiais militares presos ano passado por contrabando de cigarros tentam incriminar o comandante. "Vamos investigar até dar um basta. Tenho minha instituição comigo. Vamos dar um basta”, disse.

Na “Carta Aberta às Autoridades de Mato Grosso do Sul” é citado que Carlos Alberto David recebia dinheiro de contrabandistas de cigarros e também teria forjado promoções de oficiais. Na denúncia anônima são citados, ainda, nomes de outros oficiais do alto escalão da PM. “Estamos perto de descobrir quem fez. Vamos abrir procedimento contra quem fez e faço questão dizer contra quem foi instalado o procedimento”, afirmou.

O coronel relatou ainda que teve que mudar sua rotina após receber ameaças de morte de policiais envolvidos no bando que facilitava o contrabando de cigarros e outras mercadorias. “Deixei de fazer caminha, corrida”, disse relatando que medidas de segurança também foram estendidas família dele.

Máfia- A máfia do cigarro foi desmantelada em três operações realizadas ano passado. Na última, a Alvorada Voraz, foi preso Alcides Carlos Grejianim, conhecido como Polaco, apontado como o maior contrabandista de cigarros do Paraguai para o Brasil. Foram presos pelo menos 26 policiais militares que estariam recebendo dinheiro para facilitar a entrada de produtos contrabandeados - principalmente cigarros - no Brasil.

Além do envolvimento com o contrabando, o grupo é apontado como autor de ameaças de morte ao comandante-geral da PM e ao ex-comandante da Polícia Rodoviária Estadual, major Joilson Queiroz.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário