A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/12/2011 11:06

PM fará ação pacificadora em mais três bairros da Capital

Paula Vitorino

No Interior, governador diz que Três Lagoas pode receber operação semelhante

Autoridades visitaram bairro Tiradentes nesta manhã. (Foto: João Garrigó)Autoridades visitaram bairro Tiradentes nesta manhã. (Foto: João Garrigó)

O comandante da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, coronel David dos Santos, anunciou que pelo menos mais três bairros de Campo Grande irão passar pela operação pacificadora no próximo ano.

A Vila Nhá-Nhá e bairro Tiradentes foram as primeiras áreas a serem ocupadas pela PM. De acordo com David, os três bairros já estão sendo monitorados e a próxima operação deve acontecer no início de 2012.

A informação foi divulgada durante visita ao bairro Tiradentes nesta manhã, juntamente com o governador André Puccinelli e o secretário de Segurança Pública do Estado, Wantuir Jacini.

Durante a ocupação do Tiradentes, feita no dia 13, oito pessoas foram presas e 16 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. A unidade móvel da PM deve permanecer na região por tempo indeterminado.

Jacini explicou que os bairros da Capital passam por estudo antes de receber a ocupação e que o mais importante é continuar com o trabalho de policiamento comunitário ostensivo.

De acordo com o governador, o índice de criminalidade nos bairros que já receberam a operação caiu de 3 para 1. No entanto, ele afirma que as autoridades têm consciência da migração dos bandidos para outros bairros mediante esse tipo de ação, mas que “está sendo feito trabalho para reduzir a criminalidade em toda Capital”.

O presidente do conselho de segurança indígena, Ênio de Oliveira Metelo, aprovou a operação, mas pediu que o policiamento continue para garantir a tranquilidade no bairro. Indígenas da aldeia de Marçal de Souza também acompanharam a visita das autoridades e aprovaram a iniciativa.

Interior - Puccinelli ressalta a aprovação da população e, por isso, afirma que as ações não irão parar. Ele esclarece que em cidades do Interior já realizados os “arrastões”, mas que Três Lagoas está sendo monitorado para ver a necessidade de receber operação semelhante a da Capital.

“Os índices de criminalidade estão aumentando em Três Lagoas devido aos grandes investimentos na região”, justifica.

Sobre os investimentos, o governador frisa que o Estado conta com 2.667 policiais e em 2011 recebeu o reforço de 1 mil coletes, coletes e outros equipamentos com recursos próprios. Na semana passada o Estado também recebeu um helicóptero do Governo Federal.



Só a polícia para conter estes bandidos. A polícia tem que ser melhor que o "Crime Organizado", temos que ter uma "Polícia Organizada e Respeitada". Se o crime consegue organizar, porque a polícia não consegue se tem gente de um nível melhor.
 
Cida Barros em 21/12/2011 09:51:23
Parabéns ao nosso governador por dar atenção a esse lado, que foi sempre deixado pra depois, pois é o tipo de trabalho que alguns políticos acreditam que não da IBOPE.

 
Norma Alves da Silva em 20/12/2011 05:37:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions