A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/03/2011 11:49

PM preso é suspeito de roubo que terminou com jovem baleada

Nadyenka Castro e Paula Vitorino

Ele seria o piloto da moto

Daniele foi socorrida por equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu. (Foto: João Garrigó)Daniele foi socorrida por equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu. (Foto: João Garrigó)

O soldado da Polícia Militar preso por assaltos a dois comércios é suspeito de participar também do roubo que terminou com uma jovem baleada, no dia 22 de fevereiro, na avenida Afonso Pena, área central de Campo Grande.

De acordo com o delegado Roberval Rodrigues, da Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos), há seis fatores que ligam o soldado ao assalto e tiroteio.

No assalto ao mercado ele usa uma calça preta com bolsos do lado, igual à usada pelo bandido que pilotava a motocicleta no roubo na Afonso Pena. A cor da moto e o modelo da utilizada nos dois crimes também são os mesmos: uma Yamaha YBR de cor vermelha.

Testemunhas do caso da Afonso Pena disseram que o autor tinha olhos claros. O policial militar tem. O timbre de voz também foi reconhecido.

Outro fator determinante é que o autor reconheceu o policial civil que passava pela calçada no momento do roubo ao banco e ao pedir que este entregasse a arma utilizou linguagem policial.

O policial civil não teve qualquer atitude que pudesse ser reconhecido como servidor da segurança pública.

No entanto, das três testemunhas do assalto que fizeram reconhecimento do militar, apenas o policial civil o identificou. As outras duas, um gerente e um segurança, ficaram na dúvida porque no dia viram algo saindo do capacete do autor e pensaram que pudesse ser cabelo.

O policial militar tem cabelo curto, mas poderia estar usando boné durante o assalto.

Os crimes- O soldado já foi reconhecido por duas vítimas de assaltos a estabelecimentos comerciais e há suspeitas que ele possa estar envolvido em mais.

Um deles, é o assalto ao funcionário do HSBC, ocorrido na calçada da agência, que terminou com tiroteio e Daniele Fernanda Hugo Lima, 17 anos, ferida.

Os autores do roubo reconheceram um policial civil que passava pela calçada e na fuga atiraram. O policial revidou. Houve troca de tiros e Daniele, que seguia a pé pelo local foi atingida nas costas.

Identificação- O nome do militar só será divulgado pela Derf quando a prisão preventiva dele for decretada.

Ela está em São Paulo fazendo tratamento médico. O único suspeito preso é o soldado da PM.



Estamos ferrados mesmo!!!! Aquele que tem como obrigação proteger a população é o chefe da ganga...e agora????????? quem irá nos ajudar????

Chamem o chapolim colorado!!!!!!
 
Andrea Burque em 24/03/2011 01:31:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions