A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/09/2014 09:15

Polícia aguarda resultados de exames sobre morte de mulher na Santa Casa

Renan Nucci
Delegada Marília de Brito de Martins afirma que testemunhas devem ser ouvidas nos próximos dias. (Foto: Marcelo Calazans/Arquivo)Delegada Marília de Brito de Martins afirma que testemunhas devem ser ouvidas nos próximos dias. (Foto: Marcelo Calazans/Arquivo)

A Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Campo Grande segue com as investigações a respeito da morte de Rosângela Ferreira, 48 anos, ocorrida na noite do dia 4 de setembro, na Santa Casa. A polícia aguarda o resultado de exames que possam indicar as causas do óbito. A principal suspeita é de que ela tenha sido agredida pelo ex-convivente.

Segundo a delegada Marília de Brito Martins, o caso foi registrado como morte a esclarecer, mas não é descartada a hipótese de homicídio, no entanto, é preciso mais provas. O objetivo é descobrir se Rosângela foi de fato agredida, e se as agressões resultaram no comprometimento do estado de saúde e consequentemente na morte.

“Violência doméstica é uma das linhas de investigação, mas ainda esperamos os exames. Também temos que ouvir mais testemunhas que conheciam o casal”, disse. No dia 3 de setembro, a mulher deu entrada no Posto de Saúde situado na Avenida Guaicurus, sendo transferida para a Santa Casa, onde acabou morrendo no dia seguinte.

Uma das filhas dela, de 28 anos, afirmou que antes de ser internada, a mãe estava reclamando de fortes dores de cabeça em decorrência de uma lesão no maxilar que teria sido causada por uma queda. Desconfiada, a filha procurou informações com um vizinho que afirmou que o convivente agredia a vítima com frequência. “Este vizinho será ouvido”, completou a delegada. O suposto agressor não foi mais visto. Se confirmada, esta será a oitava morte por violência doméstica registrada em Campo Grande neste ano.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions