A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

13/11/2015 10:55

Polícia apura elo entre furto de peça e queda de avião que matou padre

Filipe Prado
Polícia apura elo entre furto de peça e queda de avião que matou padre

A Deco (Delegacia Especializada em Combate ao Crime Organizado) investiga a ligação entre a queda do avião Embraer Sertanejo 721 C, na região pantaneira, divisa dos municípios de Coxim e Corumbá, que matou o padre Ernesto Pradebon, 80 anos, e o furto e receptação de peças de aviões. A Operação Ícaro foi deflagrada no dia 29 de outubro e não tem prazo para acabar.

A delegada Ana Cláudia Medina, titular da Deco, apontou que uma caderneta de hélice foi encontrada na TK Aviações, empresa investigada na operação. O proprietário da aeronave prestou depoimento e afirmou que a hélice foi colocada a venda na oficina investigada.

Medina analisou os dados e constatou que a troca de hélice foi realizada antes do acidente em Coxim, mas ainda está investigando se há ligação. “Ainda não sabemos se tem ligação, mas chamou a nossa atenção. Saber por que ele deixou a hélice lá, sabendo que a empresa não é homologada”, comentou.

A análise técnica das peças apreendidas ainda está sendo realizada, por conta da quantidade, e depois será outras pessoas serão ouvidas. O prazo inicial para a finalização do inquérito é de 30 dias, mas pode ser prorrogado até a conclusão.

Ícaro - Foram 20 policiais e dois fiscais da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), que cumpriram seis mandados de busca e apreensão, sendo quatro em residências, em oficina aeronáutica, no Bairro Dom Pedrito e em um hangar no aeroporto Santa Maria. Uma aeronave modelo CESNNA 180, com peças furtadas instaladas, foi apreendida e submetida à perícia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions