A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

26/03/2014 10:48

Polícia Civil pede a prisão de vizinhos suspeitos de assassinato

Graziela Rezende

Ainda sem notícias do paradeiro dos vizinhos suspeitos de assassinato, que ocorreram na Capital em um intervalo de 24 horas, a Polícia pedirá a prisão preventiva dos envolvidos. Ambos os delegados responsáveis pelas buscas confirmaram o pedido ao Campo Grande News. Em um dos casos, as investigações apontam que 17 TCO’s (Termos Circunstanciados de Ocorrência) já haviam sido encaminhados sem êxito ao Juizado Criminal.

“Nós formalizamos as ocorrências das brigas entre esses vizinhos e encaminhávamos ao Juizado. Agora, com esse desfecho, procuramos o policial civil aposentado Carlos Roberto Cerqueira, o “Pitbull”. Tanto parentes dele quanto da vítima Rodrigo José Rech, 31 anos, já foram ouvidos”, afirma o delegado Weber Luciano de Medeiros, responsável pelas investigações.

Já o outro caso, ocorrido na noite de ontem (25), no bairro Los Angeles, está sem a prisão do suspeito, identificado como o pedreiro Edenilson Rocha Fonseca, 30 anos. Após dar um tiro na vítima, ele fugiu com a esposa em uma moto. “Não tivemos nenhum contato de advogado e continuamos com as buscas. A prisão preventiva será pedida nas próximas horas”, explica o delegado João Reis Belo, responsável pelo caso.

Crime – Na noite de segunda-feira (24) por volta das 16h50 houve início mais um desentendimento entre os vizinhos, na rua Presidente Dutra, bairro Monte Castelo. A rixa entre eles, conforme parentes de Rodrigo, existe há quase uma década e seria por conta de uma obra na região.

Outro caso - Vanderlei Bazzi de Oliveira, 31 anos, foi morto com um tiro pelo pedreiro. Ele caminhou alguns metros, mas caiu na calçada enquanto que o suspeito e a esposa fugiram em uma moto Bros vermelha. A tragédia ocorreu na rua Mansur Contar, bairro Los Angeles, em Campo Grande.

Quem souber informações dos suspeitos pode ligar para a Polícia no 190, ou no telefone (67) 3356 - 5351. A denúncia pode ser anônima.

Em 24 horas, 2ª briga entre vizinhos termina em assassinato na Capital
Um homem foi morto pelo vizinho, que morava no mesmo terreno, com um tiro, por volta das 19h30, na rua Mansur Contar, no bairro Los Angeles, em Campo...
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Em 24 horas, 2ª briga entre vizinhos termina em assassinato na Capital
Um homem foi morto pelo vizinho, que morava no mesmo terreno, com um tiro, por volta das 19h30, na rua Mansur Contar, no bairro Los Angeles, em Campo...
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...


Apesar de não conhecer o teor desse inquérito, a sua linha de raciocínio faz sentido Maximiliano, se há inúmeras testemunhas relatando inclusive para a imprensa, afirmando que presenciaram o filho do tal "pitbull" incentivando o pai e passando outra arma carregada pra ele, até porque, segundo as testemunhas quando a vítima chegou em casa, a confusão já estava estabelecida entre o assassino e outras pessoas, e alguns tiros já haviam sido disparados por ele. Não entendo por que? O filho do assassino não foi preso em flagrante como co-autor na participação desse crime doloso e infame, contra um homem desarmado. SERÁ A POLÍCIA CIVIL, O MP OU ATÉ MESMO O JUDICIÁRIO, NÃO IRÃO CORRIGIR ESSE GRAVE EQUÍVOCO? Ainda há tempo pra isso.
 
OLDAIR MOREIRA GONZALES em 27/03/2014 22:27:34
A partir do momento que os filhos do assassino esconderam a arma do crime e ameaçaram as pessoas que passavam no momento, eles podem facilmente ser enquadrados como cúmplices, prendam os filhos que o pai aparece, ou não.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 26/03/2014 12:29:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions