A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020

17/01/2020 11:15

Polícia recolheu vestígios de droga e imagens em motel onde mulher surtou

Delegado recolheu imagens de segurança que mostram o casal no local, mas não falou sobr teor do material; suspeita é de overdose

Silvia Frias e Clayton Neves
Delegado (vermelho), acampanhado de investigadores, vistoria entorno de motel, na BR-262 (Foto: Henrique Kawaminami)Delegado (vermelho), acampanhado de investigadores, vistoria entorno de motel, na BR-262 (Foto: Henrique Kawaminami)

O delegado Ricardo Meirelles, da 3ºDP (Delegacia de Polícia), permaneceu por 35 minutos no motel de onde uma veterinária, de 29 anos, saiu correndo, em surto, e morreu minutos depois, na BR-262.

Acompanhado de investigador de polícia, o delegado vistoriou o quarto onde a mulher estava com empresário, de 30 anos, o entorno do prédio e as câmeras de vigilância. Segundo ele, as imagens mostram o casal, mas ele não quis adiantar o teor do material, explicando apenas que serão periciadas “para entender a dinâmica” do ocorrido.

No quarto, os policiais encontraram vestígios compatíveis com cocaína, o que pode indicar o motivo do surto da veterinária. A suspeita principal é que ela tenha sofrido overdose.

O empresário que estava com ela, mas foi embora enquanto ela surtava, ainda não foi ouvido pela polícia. O delegado disse que está negociando com advogado a apresentação para interrogatório.

Por enquanto, ele é tido como testemunha, mas pode responder por omissão de socorro ou pela morte da jovem, caso seja comprovado que ele forneceu a droga.

A reportagem tentou contato com o advogado do empresário, ligou no curtume de propriedade da família e a informação é que ele está viajando. Um recado também foi deixado na caixa postal do celular dele.

O caso - A jovem surtou enquanto estava no quarto de motel, ontem à noite, por volta das 20h. Os gritos chamaram atenção de vizinhos e uma delas, que não quis se identificar, tentou ajudá-la. "Ela dizia que o homem iria matá-la e então ela saiu correndo para fora. Eu fiquei preocupada e vim tentar ajudar”. Nesse momento, saiu correndo e quase foi atropelada na BR-262, mas o caminhoneiro conseguiu parar a tempo. A vítima se negou a sair debaixo do caminhão. 

Segundo uma testemunha, a vítima estava visivelmente descontrolada. “Eu pedia para ela se levantar, dizia que ia ficar tudo bem, mas ela falava que a mãe dela não podia ver ela daquele jeito”, conta. Ela chegou a receber socorro, mas morreu pouco depois.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp


Provavelmente rico e filho de algum pai abastado, e com amplos poderes para negociar sua apresentação à polícia, na condição de testemunha. Será que isso beira o ridículo?!
 
O Doutrinador em 17/01/2020 14:55:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions