A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

22/06/2015 10:05

Polícia espera laudo do IMOL para desvendar morte de bebê após festa

Filipe Prado
A delegada espera os laudos do Imol e da perícia para esclarecer as causas da morte (Foto: Marcos Ermínio)A delegada espera os laudos do Imol e da perícia para esclarecer as causas da morte (Foto: Marcos Ermínio)

Após um mês, a polícia espera o laudo para esclarecer a morte de Elisa Lorena de Almeida, de três meses, ocorrida no dia 22 de maio deste ano no Jardim Caiobá. Os pais da criança, que realizavam uma festa no dia da morte, suspeitam de que ela tenha sufocado ou engasgado e ainda acusam o Corpo de Bombeiros de demorar três horas para prestar socorro.

A delegada titula da 6ª Delegacia de Polícia, Christiane Grossi, apontou que a mãe prestou depoimento e afirmou que a menina morreu por sufocamento. No entanto, somente os laudos do IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) e da perícia irão apontar as reais causas da morte.

Os bombeiros que atenderam a ocorrência também foram intimados a prestar depoimentos, mas ainda não foram ouvidos. Os pais da criança, Helton Magalhães Pereira, 29 anos, e Yana Feijó de Almeida, 27, asseguraram que chamaram o socorro às 6h, sendo que eles foram atender a ocorrências às 9h. O Corpo de Bombeiros informou que o chamado chegou as 8h40 e a viatura chegou ao local em 7 minutos.

Helton e Yana, durante o depoimento, não souberam dizer quando a criança começou a passar mal e entraram em contradição sobre o horário que a menina dormiu. Vizinhos afirmam que uma festa ocorreu na casa durante a noite.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions