A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/08/2016 13:24

Polícia faz 5 versões de reconstituição de major morto pela esposa tenente

Guilherme Henri e Willian Leite
Quadra no Jardim Santo Antônio foi interditada pela polícia (Foto: Marcos Ermínio)Quadra no Jardim Santo Antônio foi interditada pela polícia (Foto: Marcos Ermínio)

A morte do major da Polícia Militar Valdeni Lopes Nogueira, 47 anos, que foi assassinado pela própria esposa, a tenente-coronel Itamara Romeiro Nogueira, 40 anos foi reconstituída por meio de cinco versões, na manhã de hoje (18). A informação é do delegado que investiga o caso, Claudio Zotto, da 7ª Delegacia de Polícia que revelou que o laudo da ação deve sair em até 20 dias.

Segundo o delegado, a reconstituição iniciou por meio da ligação ao 190 e seguiu pelo atendimento da PM no local. Depois os trabalhos passaram para a versão do Corpo de Bombeiros passando para o momento em que o oficial de área chegou no local e encerrando pelo relato de Itamara.

A reconstituição, conforme o delegado foi necessária, pois no dia da morte a cena do crime não foi preservada. A ação mobilizou várias viaturas da Polícia Militar. A quadra da Avenida Brasil Central, no Jardim Santo Antônio chegou a ser interditada.

Os trabalhos foram acompanhados pelo advogado da tenente coronel, José Roberto Rosa, que avaliou que todas as versões indicam que Itamara precisou atirar para se defender já que, segundo ele, a tenente coronel era vítima de violência doméstica.

Crime - O casal estava discutindo quando por volta das 16h30, do dia 12 de julho, Itamara disparou pelo menos dois tiros contra o marido, na residência do casal. Valdeni foi socorrido, mas morreu horas depois na Santa Casa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions