A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

22/09/2011 13:02

Polícia faz reconstituição de assassinato de jovem na Orla Morena

Francisco Júnior

Crime aconteceu na noite da última sexta-feira (16). Vítima foi morta com um tiro na lombar após uma discussão

O adolescente de 16 anos, que durante a reconstituição usava um colete à prova de balas da Polícia Civil, contou detalhes de como aconteceu o crime. (Foto: Simão Nogueira)O adolescente de 16 anos, que durante a reconstituição usava um colete à prova de balas da Polícia Civil, contou detalhes de como aconteceu o crime. (Foto: Simão Nogueira)

A Polícia Civil realizou na manhã desta quinta-feira (22) a reconstituição do assassinato de Thiago Fedossi Silva, de 18 anos, morto na noite da última sexta-feira (16), na Orla Morena, em Campo Grande.

Apenas o adolescente de 16 anos, pivô da briga que motivou o homicídio, participou da encenação. A advogada do garoto tentou impedir que ele participasse, alegando que por ser menor, não poderia se expor. Porém, o delegado Miguel Said, responsável pela investigação do caso, deu prosseguimento a reconstituição.

De acordo com ele, a reconstituição serve para “aparar arestas de divergências nos depoimentos”. “O crime já está esclarecido. Queremos saber agora a participação de todos os envolvidos no crime”, afirmou o delegado.

Por cerca de meia hora, o adolescente, que usava um colete à prova de balas da Polícia Civil, contou detalhes de como ocorreu o crime na Orla Morena. Ele disse que não foi ele quem chamou o autor do disparo que matou a vítima, mas sim um amigo, que também estava envolvido na briga.

O menor disse ainda que não sabia que o autor estava armado, e que após o primeiro disparo saiu correndo do local.

A polícia procura o rapaz de 21 anos que atirou em Thiago. Ele não teve o nome revelado.

O delegado afirmou que faltam alguns laudos para concluir o inquérito sobre o homicídio.

Caso - Durante os depoimentos, testemunhas relataram que o motivo principal da briga foram “chacotas” sofridas pelo adolescente de 16 anos. Ele era motivo de piada entre os amigos de Thiago. Eles o chamavam de “padeiro” e “Justin Biba”, já que era conhecido na escola estadual Maria Constança, onde estudava como Justin Bieber.

Na noite de sexta-feira um amigo de Thiago começou a xingar e provocar o adolescente. A partir daí os dois começaram uma briga. O jovem saiu em defesa do colega e acabou entrando na discussão.

Rafael de Souza Oliveira, de 18 anos, amigo do adolescente, após a discussão telefonou para outro jovem também de 18 anos e relatou o que estava acontecendo com o menor. Esse jovem passou pela Vila Almeida e lá encontrou o autor dos disparos, um jovem de 21 anos, eles foram até a escola.

Quando chegaram lá, tanto Rafael quanto o adolescente entraram no veículo Doblô dirigido pelo jovem. Eles deram várias voltas pela região até encontrar, por volta das 20h40, Thiago e os colegas na Orla Morena.

Antes de efetuar os disparos, o suspeito ainda agrediu a vítima com uma tapa no rosto. Em seguida, ele sacou a arma e atirou três vezes.Um dos tiros acertou a lombar de Thiago, que chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para a Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 20h55.

De colete da Polícia Civil, acusado de homicídio participa de reconstituição na Orla Morena. (foto: Simão Nogueira)De colete da Polícia Civil, acusado de homicídio participa de reconstituição na Orla Morena. (foto: Simão Nogueira)


tbm nao tem nem um tipo de policiamento so tem guarda municipal que anda com um pedaço de borracha na cintura, que nao serve pra nada
 
rafael cassiano em 22/09/2011 01:10:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions