ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Polícia investiga estupro durante festa de confraternização de PMs

Caso está sendo apurado pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher)

Luana Rodrigues e Graziella Almeida | 16/12/2016 14:54

Uma policial de 33 anos, que é cabo da Polícia Militar, teria sido estuprada por colegas de trabalho, durante uma festa de confraternização na noite do último domingo (11), em Campo Grande. O caso está sendo investigado sob sigilo, pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

Conforme informações apurada pelo Campo Grande News, a policial estava numa festa na casa de um colega que também é da PM. Em determinado momento, ela teria começado a se sentir mal. O dono da casa então teria dito que ela poderia descansar no quarto.

A policial então teria desmaiado e quando acordou estava no chão de um quarto da casa, totalmente nua. Percebendo que havia sido violentada sexualmente, a mulher denunciou o caso à polícia.

A delegada da Deam, Fernanda Felix Carvalho, confirmou que está investigando o caso, que tem como suspeitos dois policiais. No entanto, segundo a delegada, o inquérito está sob sigilo, para preservar a vítima, e por isso, detalhes sobre o que já foi apurado não podem ser revelados.

A identificação, nem a idade dos suspeitos, foram divulgadas pela polícia. No entanto, fontes ligadas a investigação apontam que um deles é sargento do Batalhão do Choque da PM.

O Campo Grande News entrou em contato com a PM, para saber se o caso está sendo apurado pela Corregedoria, mas ainda não houve resposta.

Nos siga no Google Notícias