A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

19/02/2018 12:40

Polícia investiga golpe que lesava clientes de postos de combustíveis

Motorista da Uber foi preso sábado tentando usar dados de cliente para abastecer; esquema teria sido usado 30 vezes só neste mês e dado prejuízo de R$ 10 mil a empresa

Humberto Marques e Bruna Kaspary

Uma pessoa foi presa acusada de participar de um esquema de fraude para abastecimento de combustíveis em Campo Grande, que teria causado prejuízo de R$ 10 mil apenas neste mês. O caso, ainda em investigação por parte da Polícia Civil, envolveu o uso de dados de um cliente do estabelecimento. Um dos participantes do caso de estelionato, conforme informações apuradas até aqui, seria um motorista da Uber de 32 anos.

A prisão do suspeito ocorreu no sábado (17) em um posto de combustíveis no Itanhangá Park. O caso foi descoberto porque o proprietário do posto estranhou os gastos de um de seus clientes com combustíveis: normalmente limitado a R$ 1 mil mensais, a fatura já estava em R$ 10 mil em um intervalo de apenas dez dias. Ao consultar o cliente, ele foi informado que não havia emitido autorizações para abastecimento nesse montante.

Diante da prática, foi dada ordem para suspensão de abastecimentos na conta em questão. Após essa determinação, apenas uma pessoa apareceu solicitando o serviço em nome daquele cliente, momento em que a polícia foi chamada e foi dada ordem de prisão ao acusado. Às autoridades, ele disse ter ouvido falar do esquema em nome de uma terceira pessoa –que informada inclusive os locais para abastecer e de clientes com conta no local.

Conforme constatações registradas na ocorrência policial do episódio, foram feitos 30 abastecimentos na conta do cliente em diversos veículos usando dados não autorizados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions