A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

29/07/2015 13:01

Polícia ouve 3 testemunhas em caso de cobrança por tratamento do SUS

Juliana Brum e Luana Rodrigues
Delegado está apurando cautelosamente o caso ( Foto - Marcos Ermínio)Delegado está apurando cautelosamente o caso ( Foto - Marcos Ermínio)

A Polícia Civil ouviu na manhã desta quarta-feira(29), três testemunhas do caso em que uma funcionária é acusada de cobrar por um procedimento médico feito por um idoso de 81 anos, que estava internado pelo SUS (Sistema Único de Saúde) no Hospital do Câncer de Campo Grande. Lana Machado, 49, ainda teria desviado o dinheiro para uma conta da filha. Ela foi demitida por justa causa na semana passada, após o presidente do hospital, Carlos Alberto Morais Coimbra, descobrir o caso e registrar um boletim de ocorrência contra a servidora.

De acordo com o delegado titular da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande, Miguel Said, além de duas funcionárias do hospital, o presidente da instituição também foi ouvido. "Ainda não conversamos com a vítima e a suspeita, pois estamos colhendo todas as informações das testemunhas para que possamos chegar com todas as provas no interrogatório", contou.

Ainda segundo o delegado, o presidente do hospital entregou documentos que podem colaborar com as investigações. "Vamos analisar tudos para saber se ela realmente cometeu o crime, como fez isso e se contou com a ajuda de outras pessoas", explicou.

Conforme Said, tanto Lana, quanto a filha do paciente que pagou por um tratamento realizado pelo SUS, já foram convocadas para testemunhar, e devem ser ouvidas dentro de cinco dias.

Caso - Lana Machado, 49 anos, está sendo acusada de cobrar R$ 3.828 por um procedimento médico feito por um idoso de 81 anos, que estava internado pelo SUS (Sistema Único de Saúde) no Hospital do Câncer de Campo Grande. A funcionária demitida tratabalhava no hospital há 17 anos, já estava prestes a se aposentar, e não souber explicar a direção da instituição os motivos para ter cobrado pelo tratamento e ainda desviado o dinheiro.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions