A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

21/08/2018 10:35

Polícia tenta traçar perfil de suspeitos de matar vítima e jogar corpo em fossa

Até o momento foram ouvidos familiares de Ronei e testemunhas ligadas à propriedade onde o corpo foi encontrado

Viviane Oliveira e Geisy Garnes
Fossa onde o corpo de Ronei foi encontrado no dia 5 de junho (Foto: Paulo Francis) Fossa onde o corpo de Ronei foi encontrado no dia 5 de junho (Foto: Paulo Francis)

A Polícia Civil continua ouvindo testemunhas e fazendo diligências para tentar traçar perfil dos suspeitos de matar Ronei de Lima Valeijus, 40 anos, desaparecido desde o dia 18 de junho. O corpo foi encontrado em uma fossa na zona rural no dia 5 do mês passado, com crânio quebrado e um olho arrancado. A vítima ainda foi estuprada e castrada.

Conforme o delegado Tiago Macedo dos Santos, da 4ª Delegacia de Polícia Civil, o caso ainda está sob investigação, ainda faz diligência para tentar identificar os autores e aguarda alguns laudos da perícia técnica. 

Até o momento foram ouvidos familiares de Ronei e testemunhas ligadas à propriedade onde o corpo foi encontrado. A previsão é de ouvir mais gente que possa dizer a rotina da vítima com quem ela se relacionava e tentar traçar o perfil dos criminosos, o que poderia ter acontecido e a motivação do crime.

Caso - O corpo localizado em fossa na zona rural de Campo Grande próximo à rodovia MS-040. O buraco estava tampado com um tambor e um pedaço de madeira. O autor cortou pedaço do órgão genital e ainda arrancou um dos olhos da vítima. Ronei tinha passagens por violência doméstica e falta de permissão para dirigir. Ele não era casado, mas deixou dois filhos menores de idade. O carro dele foi encontrado dias antes do corpo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions