A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018

22/07/2015 07:11

Policiais militares são agredidos por homem durante abordagem

Filipe Prado

Dois policiais militares foram agredidos por um homem na noite desta terça-feira (21), por volta das 19h45, no Bairro Vespasiano Martins, durante uma abordagem. O autor, identificado como Vinícius Ademetrio dos Santos Alves, 20 anos, agrediu com socos e chutes a tenente Danielle Perete de Freitas Neves, 28, e o soldado Everton Silva Marciliano, 28.

Segundo o registro policial, a guarnição realizava rondas pelo bairro, quando avistaram duas pessoas, na esquina da Rua Oswaldo de Figueiredo, sendo que elas tentaram fugir, mas Vinícius voltou ao receber ordem de parada dos policiais.

O soldado desceu da viatura e começou a realizar uma busca pessoal, momento em que o autor começou a desferir chutes e socos contra a vítima, ainda xingando o policial e gritando, afirmando que não deveriam segura-lo ou tocá-lo.

Com isso a tenente mandou que o autor fosse imobilizado, porém ele resistiu, sendo necessário o uso de algemas. O autor foi encaminhado para a viatura, mas cerca de 30 moradores cercaram os policiais, fazendo ameaças, para que soltassem Vinícius.

A PM questionou a ação dos populares, que alegaram que o autor seria portador de necessidades especiais. O padrasto do rapaz, Valci da Silva Victor, e a mãe, Cleunice dos Anjos dos Santos Victor, foram ao local pedindo para a guarnição soltar o filho, prometendo que ele não sairia de casa desacompanhado.

Os policiais liberaram o rapaz, momento em que ele desferiu um chute e um soco contra o abdômen da tenente. Os pais do autor o imobilizaram, então a guarnição afirmou que teria que levá-lo até a delegacia, sendo acompanhados pelos dois.

Devido ameaças durante o caminho, os policias precisaram algemar o autor quando chegaram à delegacia.

O caso foi registrado na DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Bairro Piratininga como lesão corporal dolosa , desacato, desobediência e resistência.



Então...O rapaz é portador de deficiência física e/ou necessidades especiais!
Recebe benefício para tal e com certeza deve ser monitorado pelo responsável, que leva ele no INSS para fazer a perícia, enfim ele é iniputavel penalmente, então o responsável por essa pessoa deficiente deve ser responsabilizada pelos seus atos e não deixá-lo sair sozinho a noite.
 
Lucatop em 22/07/2015 10:29:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions