A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/03/2013 12:00

Policiais ocupam Centro de Triagem do Migrante, na Capital

Nadyenka Castro e Luciana Brazil

Policiais civis, militares e guardas municipais estão no Cetremi (Centro de Triagem do Migrante), em Campo Grande. Ainda não há detalhes da situação, mas, a ação integra a operação que é realizada desde a madrugada deste sábado para dar fim a ataques criminosos.

A movimentação é intensa no local. Policiais revistam os ocupantes do Cetremi e a todo momento viaturas entram e saem de lá.

A Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) é responsável pela operação. Policiais civis e militares cumprem 25 mandados de busca e apreensão em três municípios.

Aoperação, que conta com pelo menos duas dezenas de delegados, começou por volta das 4h30, quando policiais foram às ruas com as viaturas. Às 6h, os mandados judiciais começaram a ser cumpridos.

Até o fim da manhã, a informação era de que três suspeitos já tinham sido presas: em Campo Grande, Três Lagoas e Corumbá. Como os mandados de busca estão sendo cumpridos nestas cidades, o número de detidos deve ser maior.

De acordo com o secretário Wantuir Jacini, três hipóteses são investigadas para a série de atentados: envolvimento da facção criminosa surgida nos presídios paulistas, de aproveitadores e boateiros. Os dois últimos seriam pessoas não ligadas aos bandos que, sabendo do clima de tensão, se aproveitam da situação.

Conforme Jacini, já está confirmado que o assassinato do policial aposentado Otacílio de Oliveira, de 60 anos, no dia 6 de março, em Três Lagoas, foi a mando de bandidos. Pelo menos três pessoas estão presas pelo crime, entre elas o sobrinho do militar.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions