A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

18/11/2015 11:16

Policial nega ter assediado adolescente de 13 anos durante carona

Luana Rodrigues

O policial militar de 44 anos, acusado de assediar uma menina de 13 anos, prima dele, negou que tenha cometido o crime. O homem, que não teve a identidade revelada pela polícia, prestou depoimento a polícia na manhã desta quarta-feira(18), e disse que desconhece os motivos pelos quais foi acusado. O caso ocorreu no dia 8 de outubro, no bairro Jardim Tijuca, em Campo Grande.

De acordo com o delegado Paulo Sérgio Lauretto, titular da Depca(Delegacia de Proteção a Criança e Adolescente), o policial confirmou que ofereceu carona a menina para que ela emitisse o RG (Registro Geral), mas negou totalmente que tenha feito qualquer afirmação em tom de assédio à menina.

Segundo o delegado, por ter sido registrado como perturbação de tranquilidade, portanto de "menor potencial ofensivo", o caso será encaminhado para a Justiça Especial. A corregedoria da PM também investiga o caso.

O caso - De acordo com o boletim de ocorrência, o policial, que é primo em segundo grau da garota, teria se oferecido para levá-la para emitir o RG (Registro Geral), no meio do caminho, passou a questioná-la sobre "como estava o namoro da adolescente, se ela ainda era virgem e se já tinha 'pegado' outros caras". Depois disso, o homem perguntou se a vítima estava precisando de algo e se aceitaria "fazer amor", mediante pagamento.

Ao chegar em casa, a menina contou a mãe o ocorrido e a mulher decidiu procurar a DPCA(Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente ).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions