A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

16/06/2014 21:27

População reclama de superlotação e demora no atendimento em posto de saúde

Alan Diógenes
Aproximadamente 80 pessoas aguardavam atendimento na unidade de saúde. (Foto: Lucimar Couto)Aproximadamente 80 pessoas aguardavam atendimento na unidade de saúde. (Foto: Lucimar Couto)

Pacientes que aguardam atendimento médico no posto de saúde do bairro Tiradentes estão revoltados com a demora para serem atendidos, na noite desta segunda-feira (16). Segundo a denúncia de alguns deles, apenas quatro médicos atende a população neste momento, e por isso a demora chega às 3h para cada pessoa entrar na sala dos profissionais.

Nesta noite, aproximadamente 80 pessoas aguardam atendimento na unidade de saúde 24h para fazer a triagem, ou seja, a medição da pressão arterial e a entrevista com o paciente, antes de ele ser encaminhado para a sala do médico. Depois dessa etapa, o paciente deve aguardar em outra fila para aí então receber atendimento.

De acordo com o secretário de Saúde, Jamal Salém, a demora no atendimento aconteceu por que aumentou a demanda de pacientes, após a contratação de mais de 160 especialistas e com a melhora do serviço prestado. Segundo o secretário, conforme um levantamento realizado, essa demanda aumenta ainda mais nas segundas-feiras à noite.

“Há três meses, quando não haviam médicos suficientes, percebemos que a procura por atendimento era menor do que com agora, com a contratação de mais profissionais. A demanda aumentou com a contratação e com a melhora na saúde”, explicou.

Jamal Salém disse que nesta noite, a situação é mais crítica no posto de saúde do bairro Guanandi, onde existem 4 médicos pediatras e 6 clínicos gerais, sendo que um deles está atendendo na unidade móvel, disponibilizada quando o número de pacientes é grande no centro de saúde. No posto da Vila Almeida 6 clínicos gerais e 5 pediatras fazem o atendimento com o apoio da unidade móvel. A unidade do bairro Universitário também recebe auxílio da unidade móvel e atende a população com 6 pediatras e 6 clínicos gerais.

Ele informou ainda que através do monitoramento feito pela Secretária de Saúde, nenhuma reclamação de superlotação foi registrada no posto de saúde do bairro Tiradentes, por isso a unidade móvel não foi deslocada para o local. Mesmo assim, o secretario afirmou que as providências cabíveis serão tomadas para diminuir a demora no atendimento neste local.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions