ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 20º

Capital

"Por falta grave", seguranças que agrediram homem em mercado são afastados

Conforme o Fort Atacadista, câmeras de segurança flagraram o suspeito tentando furtar a unidade

Por Adriano Fernandes e Clayton Neves | 26/04/2022 23:27


O Fort Atacadista afastou, por "falta grave", os dois seguranças que agrediram um homem, na unidade do atacadista no Bairro Coronel Antonino, em Campo Grande, nesta segunda-feira (25). A suspensão dos funcionários vai durar enquanto "todos os fatos são apurados", informou a empresa.

Ainda conforme o Fort, via assessoria de imprensa, vídeos das câmeras de segurança do atacarejo flagraram o homem tentando furtar mercadorias. Entretanto, o supermercado ainda não confirmou se o suposto crime foi registrado oficialmente, e se a Polícia Militar foi acionada até o local, conforme orienta a própria empresa aos funcionários. O Campo Grande News aguarda retorno.

"Os colaboradores são comunicados e orientados através de treinamentos recorrentes sobre abordagem pacífica e respeitosa, sendo a violência passível de punição", diz trecho da nota. O Fort Atacadista reiterou que repudia todo tipo de violência e, mesmo com a comprovação do furto pelas câmeras de segurança, "foi surpreendido pela reação de sua equipe de prevenção na loja da Coronel Antonino, na tarde desta segunda-feira, dia 25", conclui.

Vídeo - Vídeo que o Campo Grande News teve acesso mostra a vítima no chão sendo segurada pelo pescoço por um segurança, enquanto outro funcionário imobiliza as mãos do rapaz. A todo momento, o vendedor se debate e tenta escapar da dupla. “Ele entrou no mercado para comprar as balas que vende no sinaleiro, mas estava mal vestido e quando saiu, já estavam à espera dele”, conta um homem de 33 anos, que estava no local e preferiu não ser identificado por medo de represálias.

Na sequência do vídeo, o ambulante segue sendo arrastado pelo pescoço na direção de um espaço reservado da loja. No trajeto, ele cai no chão por várias vezes, se debate e explica aos funcionários que não furtou nada dentro do estabelecimento. Algumas pessoas assistiram a cena, mas não fizeram nada.

Nos siga no Google Notícias