A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

06/06/2013 12:30

Prefeitura anuncia que vai repassar os 14 milhões do SUS à Santa Casa

Aline dos Santos
Recursos públicos respondem por mais de 80% da receita do hospital.(Foto: João Garrigó)Recursos públicos respondem por mais de 80% da receita do hospital.(Foto: João Garrigó)

A Prefeitura de Campo Grande vai repassar os recursos do SUS (Sistema Único de Saúde) à Santa Casa. “Já está resolvido o problema. Parecer da procuradoria autoriza o repasse”, afirma o procurador-geral do município, Luiz Carlos Santini.

Ontem, o presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), Wilson Teslenco, relatou que o valor de R$ 14 milhões deveria ser repassado até hoje. Contudo, o envio do dinheiro corria risco devido à falta de certidão negativa do débito. As dívidas de tributos federais chegam a R$ 18 milhões.

Nesta quinta-feira, Teslenco afirma que já foi informado, extraoficialmente, do repasse. “Vai ser efetivado e será mantida a normalidade”, afirma. O SUS responde por R$ 14,2 milhões da receita mensal de R$ 17 milhões. Por mês, são 6 mil pacientes no setor de Urgência/Emergência e 2.100 internações custeadas pela verba pública.

O Ministério da Saúde envia o dinheiro para o município, que repassa os valores ao hospital. A falta da certidão negativa também compromete o plano de fazer empréstimo entre R$ 70 e R$ 80 milhões para quitar as dívidas a curto prazo.

A ABCG informa que a dívida do hospital chega a R$ 111 milhões. Segundo Teslenco, antes da intervenção, o hospital devia R$ 37 milhões.

Do total do débito, R$ 78,3 milhões corresponde a divida de curto prazo, composta por imposto retido na fonte (R$ 15 milhões), empréstimos com a Caixa Econômica Federal (R$ 19 milhões), provisão do 13º (R$ 5,4 milhões), fornecedores (R$ 30 milhões) e ações julgadas (R$ 8,2 milhões).

Os R$ 33,6 milhões englobam Enersul (R$ 16,5 milhões), Timemania/Financiamentos (R$ 15,1 milhões e parcelamentos (R$ 1,8 milhão).



Este Teslenco vai tirar o atraso agora....
Quem diz que entrar em barco furado não ganha dinheiro.
hehehehehehe
 
Elviria Santos Ferreira em 06/06/2013 15:16:39
Por quê o srº Telesco não fala o tamanho da folha de pagamento do hospital o dia que a ABCG tiver coragem de mostrar , a população vai descobrir que nenhum dinheiro será suficiente neste hospital. A divida que se tem é porque se tem mais débitos que créditos neste hospital . Olha o Departamento pessoal quantos funcionários se tem ! pra que tanta gente . Empresas mais organizadas com o mesmo número de funcionários não se tem uma folha de pagamento tão alta. Estou esperando o MTE entrar lá e dar uma investigada pois desde do 17 /05 funcionários estão sendo coagidos, pressionados a pedirem suas contas.
 
Debora Santos em 06/06/2013 13:25:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions