A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

24/01/2016 10:04

Prefeitura começa a limpar cemitérios, mas lixo ainda pode ser encontrado

Ricardo Campos Jr.
Lixo foi recolhido e amontoado para ser descartado durante a semana (Foto: Marcos Ermínio)Lixo foi recolhido e amontoado para ser descartado durante a semana (Foto: Marcos Ermínio)
Serviço no Santo Amaro ainda não foi concluído e mato encobre boa parte da área (Foto: Marcos Ermínio)Serviço no Santo Amaro ainda não foi concluído e mato encobre boa parte da área (Foto: Marcos Ermínio)

Restos de flores sintéticas, mato, vasos de plantas, garrafas pet e entulho podem ser facilmente encontrados pelos cemitérios públicos de Campo Grande. No Santo Amaro, os materiais foram amontoados em vários pontos para serem recolhidos durante a semana pela prefeitura, que parece ter cumprido a promessa e iniciado a limpeza nesses espaços.

Segundo informações da administração do local, as equipes trabalharam durante três dias e o serviço deve prosseguir durante a semana, já que a área é grande e ainda faltam muitos locais para serem capinados e limpos, sem contar os montes de lixo que aguardam destinação correta.

A secretária Ele uses Guerreai, 52 anos, levou um parente de Maceió que está visitando a Capital até o local onde estão enterrados os membros já falecidos da família, no Santo Amaro. “Tem muito mato. Minha calça ficou cheia de carrapichos. Houve tempos em que a conservação era melhor”, reclama.

Para ela, alguns tipos de materiais descartados no local podem servir como criadouro do Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. “Com certeza devem ter larvas”, pontua.

No Cemitério do Cruzeiro, localizado na Avenida Cônsul Assaf Trad, a situação está melhor. O espaço público parece já ter recebido a intervenção do município, já que a grama está aparada em vários pontos, exceto ao fundo, onde ainda é possível observar a presença de mato alto.

Lixo acumulado perto de um túmulo no Santo Amaro ainda não foi recolhido (Foto: Marcos Ermínio)Lixo acumulado perto de um túmulo no Santo Amaro ainda não foi recolhido (Foto: Marcos Ermínio)

Transtorno – A Taíra, empresa contratada para realizar a manutenção dos cemitérios públicos, desistiu do serviço alegando que o município não tem feito o pagamento. Foram seis meses sem receber os R$ 193,8 mil combinados.

No começo da semana, embora a prefeitura tivesse garantido que a limpeza foi assumida por funcionários da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), o Campo Grande News constatou que a realidade era bem diferente.

Conforme depoimento dos próprios funcionários que atuam na parte administrativa das necrópoles, há muito tempo o serviço de capina e limpeza não é feito. Em alguns túmulos há vasos de flores (artificiais) cheios d’água limpa da chuva, uma autêntica "maternidade" para a eclosão de ovos que darão origem a novos exemplares de Aedes aegypti.

No cemitério do Cruzeiro, conservação está melhor, mas ainda falta área com mato para ser capinada (Foto: Marcos Ermínio)No cemitério do Cruzeiro, conservação está melhor, mas ainda falta área com mato para ser capinada (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions