A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

17/05/2013 12:26

Prefeitura começa obra para levar Guarda Municipal para Aero Rancho

Paula Maciulevicius e Luciana Brazil
Previsão é de que obra termine em 60 dias. Em seguida, Guarda Municipal deve trocar Centro pelo bairro. (Foto: Marcos Ermínio)Previsão é de que obra termine em 60 dias. Em seguida, Guarda Municipal deve trocar Centro pelo bairro. (Foto: Marcos Ermínio)

A Prefeitura de Campo Grande vai transferir a Guarda Municipal da antiga rodoviária para o bairro Aero Rancho, em Campo Grande. A obra de reforma da estrutura que hoje abriga o Centro de Referência Especializado de Assistência, no bairro, já começou e tem o prazo de 60 dias para o término.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, assim que a reforma estiver pronta, a Guarda deve mudar a sede. Conforme publicado hoje no Diário Oficial de Campo Grande, a empresa que fará a obra foi contratada por carta-convite com a reforma orçada em R$ 74,4 mil.

O prédio está localizado na rua Arquiteto Vila Nova Artigas. As salas onde funciona o Centro de Referência serão realocadas para cima. A estrutura ocupa dois andares.

Para o vendedor Rudnei Oliveira, tempos de insegurança devem voltar à região sem a Guarda. (Foto: Marcos Ermínio)Para o vendedor Rudnei Oliveira, tempos de insegurança devem voltar à região sem a Guarda. (Foto: Marcos Ermínio)

Na região da antiga rodoviária, o clima é de apreensão entre os comerciantes, que se veem ainda mais inseguros com a saída da Guarda. O vendedor Rudnei Martins Oliveira, 28 anos, relembra que logo que o terminal rodoviário foi para a avenida Gury Marques, a região passou a ser frequentada por moradores de rua e usuários de drogas.

“Começou a andar gente sem caráter, mas quando veio a Guarda Municipal melhorou muito. Eles fazem abordagem direto e pelo menos de meia em meia hora tem algum guarda que passa por aqui”, comenta. Ele também defende que com a Guarda Municipal no local seria mais fácil que o prédio fosse revitalizado.

Para o sapateiro Laudelino Corrêa, 65 anos, se do jeito que está a região já enfrente problemas, ele já imagina o que pode vir a seguir. “Com a Guarda Municipal tem, sem eles vai piorar. A gente se sente mais seguro e tranquilo com eles aqui”, pontuou.

Em 33 anos de comércio na área, o proprietário de uma relojoaria, Aoto Masaje, 65 anos, acredita que a insegurança vai bater à porta com a transferência. “Vai ficar um pouco mais perigoso, mas a gente não pode segurar eles”, finalizou.

Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...
Homem tem corpo queimado em acidente doméstico e morre na Santa Casa
Após dois dias internado, José Loureiro da Cruz, 49 anos, morreu por volta das 6h30 desta sexta-feira (15) na Santa Casa em decorrência de acidente d...


É SIMPLES, BASTA FICAR UM PONTO DE APOIO DA GUARDA MUNICIPAL AI NA ANTIGA RODOVIÁRIA (esse ponto de apoio ficaria responsável pela segurança da região central)
 
DEUSDETE MACIEL DE ARAUJO em 18/05/2013 17:13:39
Muito boa a ideia de levar a guarda para aquele prédio, porque com a saída da delegacia da criança e adolescente o lugar virou um elefante branco. Aos comerciantes da antiga rodoviária solicitem reforço da PM, não há outra solução!
 
Paula Lutero em 17/05/2013 23:37:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions