ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Prefeitura corrige informação e residencial vai priorizar renda de R$ 1.800

Ontem os responsáveis por obra popular na Rui Barbosa disseram que iriam atender famílias com renda de R$ 7 mil

Por Aline dos Santos | 18/02/2021 08:26
Projeto vai levar moradias para o Centro de Campo Grande. (Foto: Marcos Maluf)
Projeto vai levar moradias para o Centro de Campo Grande. (Foto: Marcos Maluf)

Os apartamentos de residencial que vai ocupar vazio urbano na Avenida Fernando Corrêa da Costa, equina com a Rua Rui Barbosa, serão destinados a famílias com renda a partir de R$ 1.800.

Ontem, de acordo com informação errada repassada pela prefeitura de Campo Grande, reportagem informou que o empreendimento seria para famílias com renda até R$ 7 mil. O texto original já foi corrigido.

O público-alvo é o do programa do governo federal Casa Verde e Amarela, que substituiu o Minha Casa, Minha Vida. Segundo a prefeitura, o equivoco ocorreu porque o teto do Programa é de até R$ 7 mil, mas a prioridade da área da Rui Barbosa é para renda bem inferior.

O terreno de quase oito mil metros quadrados foi adquirido pela prefeitura de Campo Grande por R$ 6,5 milhões para dar vida a projeto com 200 apartamentos.

A previsão da administração municipal é lançar neste ano o edital convocando empresas para elaboração dos projetos arquitetônicos, urbanísticos e paisagístico. Somente após os projetos, será definida a quantidade exata e a metragem dos apartamentos. A aquisição será por meio de sorteio.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário