A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

05/12/2014 15:04

Prefeitura de Campo Grande pagou o dobro por equipamento médico

Paulo Fernandes e Ludyney Moura

Por meio da Secretaria de Saúde, a Prefeitura de Campo Grande adquiriu 140 sondas para alimentação ao custo total de R$ 130,00 cada, enquanto os produtos podem ser encontrados à venda pela internet por menos da metade do preço. A compra foi feita em julho, mas por se tratar de um equipamento de uso muito específico não chamou atenção à época.

A aquisição foi feita em nove lotes e o valor total foi de R$ 18,2 mil. Os preços constam no edital 59/2014 publicado no Diário Oficial de 17 de julho. A publicação é assinada pelo secretário de Saúde Pública, Jamal Salem.

Todos os lotes foram fornecidos pela Halex Istar Indústria Farmacêutica Ltda, que atua no desenvolvimento, produção e comercialização de soluções parenterais, medicamentos injetáveis e produtos hospitalares descartáveis.

No site Fibra Cirúrgica, uma sonda com as características de uma das adquiridas pela prefeitura (sonda de alimentação enteral 12fr Silicone) está a venda por R$ 56,08, sendo que a compra ainda pode ser parcelada em seis vezes.

Entenda – A nutrição enteral é feita quando a alimentação pela boca é insuficiente ou impossível de ser realizada. Nesse caso, a nutrição é feita por meio de uma sonda posicionada ou implantada no estômago, no duodeno ou no jejuno. Essa alimentação, na forma líquida ou em pó, possui o mesmo valor nutricional (proteínas, gorduras, carboidratos, vitaminas e minerais) que uma alimentação normal e equilibrada.

Outro lado – Procurado pelo Campo Grande News, o secretário Jamal Salem revelou que o pregão que resultou com a compra das sondas, remonta à administração do ex-prefeito Alcides Bernal (PP), no final do ano passado.

A coordenador geral de administração da Sesau, Janaina Brasil, disse ainda que o valor de R$ 130,00 está dentro do que é praticado pelo mercado para a marca adquirida pela Prefeitura. “Em questões de saúde, nem tudo que tem o menor preço nos atende. Mas, quando a gente percebe um preço muito superior a gente pede para cancelar”, disse ela.

Homem é socorrido em festa com faca cravada nas costas e levado a hospital
Um homem de 39 anos deu entrada no pronto-socorro da Santa Casa de Campo Grande na tarde deste domingo (13) com uma faca cravada em suas costas, resu...
Subsecretaria abre inscrições para curso de Voluntariado em Campo Grande
A Subsecretaria de Políticas para a Juventude de Campo Grande realizará seleção de voluntários jovens para participarem de curso de voluntariado que ...


Chega a dar nojo o quanto a população de Campo Grande é roubada, assaltada, ano após ano pelos seus governantes, não existe mais gente honesta dentro da politica do MS, nossos governantes roubam de 100 reais a 100 milhões e o pior é que somos reféns, não há o que ser feito, independente do politico ou do partido que entra em nosso governo, vamos continuar sendo roubados, o Nelsinho roubou, o Bernal roubou e o Olarte com certeza está roubando, estamos fadados a sermos roubados pelo resto de nossas vidas, se aparecer uma pessoa honesta e começar a denunciar com certeza esta pessoa será morta, sumirá ou será corrompida, não tem o que fazer, é sentar e chorar, a população devia parar de pagar imposto, isso sim.
 
Max em 05/12/2014 16:34:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions