A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

27/11/2017 11:40

Prefeitura intensifica trabalhos para fazer reparos da chuva

Marquinhos Trad disse que as equipes estão em alerta para ajudar moradores que foram prejudicados

Leonardo Rocha e Mayara Bueno
Marquinhos falou sobre o tema, durante agenda na Casa da Mulher Brasileira (Foto: Mayara Bueno)Marquinhos falou sobre o tema, durante agenda na Casa da Mulher Brasileira (Foto: Mayara Bueno)

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) diz que sua equipe está em alerta para dar assistência e fazer os devidos reparos aos estragos e danos causados pela chuva, nos últimos dias em Campo Grande. Citou o trabalho intensificado da Defesa Civil, EMHA (Empresa Municipal de Habitação) e de tapa-buraco, para conter os prejuízos.

"Nossas equipes estão na rua, a defesa civil desde o primeiro momento em alerta e o pessoal da EMHA esteve na madrugada de sábado para domingo no bairro Vespasiano Martins, fazendo o atendimento de emergência aos moradores", disse Marquinhos, durante agenda pública na Casa da Mulher Brasileira.

Também revelou que a prefeitura está atrás de lonas e materiais para construção para ajudar os moradores que tiveram as residências afetadas pela chuva, para atender os casos mais urgentes. "Estamos em alerta o tempo todo, não havia nenhuma previsão que haveria esta chuva forte na cidade, mas o trabalho está intensificado".

Marquinhos ainda ponderou que as equipes de tapa-buraco estão nas ruas e que a licitação para escolha das empresas que farão este serviço, está em andamento, já na fase de conclusão. O processo demorou mais tempo, porque houve uma suspensão do TCE (Tribunal de Contas Estadual), mas agora segue para seu término.

Chuva - Campo Grande registrou em dois dias - sábado (25) e domingo (26) - 58, 9 mm (milímetros) de chuva somente na região do Carandá Bosque. Do dia primeiro até agora, já choveu 42,02% a mais do esperado para todo o mês de novembro. Hoje, por volta das 9h30, choveu forte no Centro da Capital.

O temporal de sábado acompanhado com ventos de 62 km/h derrubou árvores sobre residências, carros e fiação elétrica. Também foram registrados destelhamento de casas no Loteamento Vespasiano Martins, região sul.

Conforme o meteorologista da Anhanguera/Uniderp, Natálio Abrahão, era esperada precipitação de 164,2 mm em novembro. Porém, a chuva acumulada até ontem totaliza 232,2 mm. Portanto, 42,02% a mais do que o previsto.

A forte chuva neste final de semana trouxe transtornos a moradores (Foto: Marcos Ermínio)A forte chuva neste final de semana trouxe transtornos a moradores (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions