ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  30    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Prefeitura leva 131 moradores de rua para abrigo na Capital

As ações são realizadas na Capital deste quarta-feira, 25 de março e incluem abordagens 24 horas por dia

Por Geisy Garnes | 28/03/2020 12:59
A  Escola Padre Tomaz Girardelli é um dos pontos de acolhimento para moradores de rua (Foto: Kisie Ainoã)
A  Escola Padre Tomaz Girardelli é um dos pontos de acolhimento para moradores de rua (Foto: Kisie Ainoã)

A Seas (Serviço Especializado de Abordagem Social) acolheu 131 moradores de rua e idosos em situação de abandono na noite desta sexta-feira, 27 de março, em Campo Grande. A medida é uma das frente de enfrentamento à pandemia do coronavírus, Covid-19, organizadas pela prefeitura municipal.

Segundo a SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), foram feitos acolhimentos de 52 pessoas no Cetremi (Centro de Triagem e Encaminhamento do Migrante), de 15 idosos no Centro DIA, de 42 migrantes e imigrantes na Escola Padre Tomaz Girardelli e de 22 moradores de rua Escola Municipal Doutor Plínio Barbosa Martins.

As ações são realizadas na Capital deste quarta-feira, 25 de março. A proposta inclui abordagens 24 horas por dia e uso de três escolas municipais - Pe. Tomaz Ghirardelli (Dom Antônio Barbosa), Professor Antonio Lopes Lins (Portal do Caiobá) e Doutor Plínio Barbosa Martins (Jardim das Macaúbas) – como alojamento.

Os espaços foram cedidos pela Semed (Secretaria Municipal de Educação) e poderão receber 60 pessoas cada.

Os três prédios reforçarão a capacidade dos abrigos já existentes no município Cetremi (Centro de Triagem do Migrante e População em Situação de Rua), no Jardim Veraneio, e no Centro Dia, situado no Vilas Boas.