A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

09/06/2015 12:42

Prefeitura revoga editais de R$ 13 mi para recapear corredores de ônibus

Aline dos Santos
Recapeamento da Brilhante estava previsto em edital do corredor do transporte coletivo. (Foto: Marcelo Calazans)Recapeamento da Brilhante estava previsto em edital do corredor do transporte coletivo. (Foto: Marcelo Calazans)

Após dois adiamentos, a prefeitura de Campo Grande revogou editais para corredor de ônibus nas avenidas Marechal Deodoro e rua Brilhante. Orçados em R$ 13 milhões, os projetos integram o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) da Mobilidade Urbana.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, serão elaborados novos editais, com ajuste nas planilhas de custo. Segundo o poder público, houve aumento nos insumos, como a lama asfáltica, que ficou 20% mais cara.

Dos quatros editais para o corredor do transporte coletivo sudoeste, dois atraíram apenas um interessado, com descontos ínfimos. Na ocasião, a baixa adesão das empresas foi justificada pelos preços poucos competitivos, pois os valores foram cotados no ano passado.

Foram revogados os editais 05/2015 e 06/2015. O primeiro previa teto de R$ 4,2 milhões para recapeamento de 2.750 metros da rua Brilhante, entre a rua Guia Lopes, no bairro Amambaí, até o Terminal Bandeirantes.

Já a concorrência 06/2015 tinha como objeto implantação do corredor exclusivo do transporte coletivo e recapeamento da avenida Marechal Deodoro, no trecho entre os terminais Aero Rancho e Bandeirantes, numa extensão de 4.920 metros. O valor máximo era de R$ 8,6 milhões.

Desconto de R$ 85 – No dia 13 de maio, foi aberta a proposta da concorrência 04/2015. O teto era de R$ 9.751.523,78. A construtora Pavitec, única interessada, propôs executar a obra por R$ 9.751.438,32. Ou seja, desconto de apenas R$ 85,46. A obra é para recapeamento de 3,8 quilômetros da avenida Bandeirantes, entre o Terminal Bandeirantes e a avenida Afonso Pena.

A primeira licitação foi para recapear a rua Guia Lopes, entre a avenida Afonso Pena e a rua Brilhante. A Diferencial Engenharia foi a única participante e vai realizar o projeto por R$ 799.734,66. O corredor de ônibus sudoeste tinha previsão de custo total de R$ 28,8 milhões.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions