A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

18/08/2014 19:06

Prefeitura vai abrir espaço a todas religiões, mas não na 5ª Gospel

Lidiane Kober
Reunião reuniu representantes do MPE e da prefeitura (Foto: Marcelo Victor)Reunião reuniu representantes do MPE e da prefeitura (Foto: Marcelo Victor)

Em reunião com o MPE (Ministério Público Estadual), a Fundac (Fundação Municipal de Cultura) negou, nesta segunda-feira (18), discriminação e prometeu abrir espaço a todas as religiões, mas não na Quinta Gospel. A administração municipal alega que o evento é direcionado a evangélicos e se comprometeu a criar alternativas para dar o mesmo espaço a outros segmentos.

“Nunca negamos apoio a outras religiões, só rejeitamos uma apresentação de outro segmento na 5ª Gospel, porque, com base na lei que criou o evento, está claro que a atração é direcionada aos evangélicos. Seria o mesmo que colocar um teatro no festival de dança”, explicou a presidente-diretora da Fundac, Juliana Zorzo.

Neste sentido, segundo ela, a prefeitura está disposta a apoiar todas as religiões. “Nunca existiu discriminação”, garantiu. “Vamos abrir outro dia para ninguém ser preterido”, completou. Juliana, porém, não detalhou como será o evento, nem de onde o recurso virá. “Estamos estudando uma solução”, frisou.

A promessa convenceu a promotora de Justiça de Direitos Humanos, Jaceguara Dantas da Silva Passos. “O município abriu o diálogo para concentrar todos os segmentos religiosos, por enquanto, é isso que temos de concreto”, disse. "E isso vai passar ao largo de ser ou não cristão. O certo é respeitar a inclusão e a Constituição Federal, que exige isonomia e direitos iguais”, acrescentou.

Enquanto a solução não sai, conforme Juliana, a 5ª Gospel segue normalmente. “O evento continua, não queremos prejudicá-lo, nem segregar”, reforçou. De acordo com Jaceguara, a prefeitura se comprometeu a apresentar, em 30 dias, uma alternativa para o impasse.

Polêmica - A polêmica teve início depois que o vereador Eduardo Romero (PTdoB) apresentou, na Câmara Municipal, um ofício encaminhado ao presidente da Tenda de Umbanda Pai Joaquim de Angola, Elson Borges dos Santos, que queria apresentação da cantora Rita Ribeiro, artista espírita e que apresenta o projeto “Tecnomacumba”.

Diante da negativa da prefeitura, uma “guerra santa” se instalou na Câmara Municipal e o Ministério Público Estadual abriu investigação sobre o caso. Hoje, foi realizada a primeira reunião com a administração municipal e um novo encontro será agendado, com a participação de representantes de todos os segmentos religiosos.

Promotora disse que de concreto há promessa da prefeitura em abrir espaço a todos (Foto: Marcelo Victor)Promotora disse que de concreto há promessa da prefeitura em abrir espaço a todos (Foto: Marcelo Victor)
Diretora da Fundac se comprometeu a apresentar em 30 dias uma solução para o impasse (Foto: Marcelo Victor)Diretora da Fundac se comprometeu a apresentar em 30 dias uma solução para o impasse (Foto: Marcelo Victor)


Para findar de vez o impasse e "coroar" a paz, que tragam a esplêndida RITA RIBEIRO logo!!
Na segunda, terça, quarta, quinta, sexta, sábado ou domingo.... Tanto faz, mas que tragam!
Ah! Na quinta não pode, né?! (nunca gostei desse dia mesmo! haha)
 
JESSICA MACHADO GONÇALVES em 19/08/2014 10:19:01
Eu acho que não tem que ter pra ninguem, as igrejas que se organizem e façam seus proprios eventos.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 19/08/2014 08:22:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions