ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Prefeitura vai recorrer de decisão que autoriza aumento da tarifa de ônibus

Decisão restabeleceu os efeitos de uma liminar de 1º grau que determinava aplicação de reajuste

Por Lucia Morel | 25/01/2024 18:14
Ônibus em ponto no centro de Campo Grande. (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Ônibus em ponto no centro de Campo Grande. (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Mesmo sem ter sido notificada da decisão de segundo grau que obriga o município a aplicar aumento na tarifa do transporte coletivo de Campo Grande, a prefeitura já se debruça sobre recurso contra a determinação. O procurador municipal Alexandre Ávalo afirmou que “assim que intimado oficialmente da decisão, o município irá avaliar as medidas recursais possíveis”.

De ontem, decisão do desembargador da 2ª Câmara Cível do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Eduardo Machado Rocha, restabeleceu os efeitos de uma liminar concedida em 1º grau que determinava ao Município a aplicação de reajuste no transporte coletivo em Campo Grande.

A expectativa da prefeitura é que “em uma decisão final de mérito seja modificado o entendimento sobre o reajuste”, cita Ávalo, reforçando que a ideia é impactar o menos possível o usuário do transporte coletivo. Município e Agereg (Agência Municipal de Regulação) estudam os “aspectos processuais e realizam reuniões técnicas para averiguar a melhor resolução”.

Por parte do Consórcio Guaicurus, espera-se que o município simplesmente cumpra a atual decisão. “Vamos aguardar o cumprimento”, citou diretor operacional do consórcio, Paulo Oliveira. “A decisão já determinou a forma de reajuste e o período. Agora é aguardar”, sustenta.

Em 19 de dezembro, o mesmo desembargador mediou reunião entre prefeitura e o consórcio. Na ocasião, o encontro terminou sem acordo.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas  redes sociais.

Nos siga no Google Notícias