ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  28    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Preso por assassinato alega que é quase cego e nem viu onde deu facada

Crime ocorreu na tarde de ontem (14) em casa na Rua Lourenzo Torres Quintas, no Bairro Paulo Coelho Machado

Por Kerolyn Araújo | 15/01/2021 08:47
 Clayton Marques da Silva levado pela polícia ontem. (Foto: Marcos Rivani)
Clayton Marques da Silva levado pela polícia ontem. (Foto: Marcos Rivani)

Preso na tarde de ontem (14) após matar José Augusto Marques da Cruz, 44 anos, com uma facada no pescoço, Clayton Marques da Silva, 27 anos, disse em depoimento à polícia que não tinha a intenção de matar a vítima e não viu onde atingiu as facadas. O crime ocorreu na Rua Lourenzo Torres Quintas, no Bairro Paulo Coelho Machado, em Campo Grande.

Clayton foi preso uma hora depois que ocorreu o crime, na Rua Perciliana Barbosa Ferreira, na mesma região. Segundo o autor, ele conheceu a ex-mulher de José Augusto, de 57 anos, no mesmo bairro quando ainda eram casados.

Há três meses, José Augusto e Clayton tiveram uma discussão, após a vítima comentar na rua que o autor estava se relacionamento com a sua ex-mulher. Na ocasião, Clayton teria sido ameaçado por José.

Conforme o autor, por volta das 8h de ontem, ele e uma amiga conhecida como "Neguinha" foram até a casa da ex-mulher de José, onde começaram a beber cerveja e catuaba.

À tarde, José Augusto foi até o local e, exaltado, começou a balançar o portão e xingar a ex-mulher. Ela estava dormindo, mas acordou e abriu o portão para a vítima.

Dentro da casa, José começou a discutir com a ex por causa de um estepe. Durante a briga, ele começou a agredir a mulher.

Neste momento, segundo Clayton, ele questionou José se continuaria batendo na ex. A vítima, então, deu um tapa na cara do autor.

José Augusto Marques da Cruz, 44 anos, foi morto a facadas. (Foto: Marcos Rivany)
José Augusto Marques da Cruz, 44 anos, foi morto a facadas. (Foto: Marcos Rivany)

Clayton pegou uma faca que carregava na cintura e deu dois golpes contra José. Ele ressaltou que, devido a um glaucoma, perdeu completamente a visão do olho direito e só enxerga vultos com o esquerdo. Logo, não mirou em nenhuma parte específica do corpo da vítima.

Ainda segundo o depoimento do autor à polícia, a intenção não era atingir José, mas apenas assustar o homem para que ele parasse de agredir a ex.

Depois de esfaquear a vítima, Clayton deixou a casa com a faca e foi beber em um bar na mesma região. Ele contou que só ficou sabendo que tinha matado José quando foi abordado pela polícia.

Clayton foi preso em flagrante e levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol. Ele passará por audiência de custódia nesta sexta-feira (15).

À imprensa, a ex-mulher de José  afirmou apenas ter encontrado o homem ferido e caído ao chão, não sabendo indicar o que tinha acontecido com o ex-marido. Ela foi levada para a delegacia e ouvida como testemunha.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário