A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 16 de Junho de 2019

18/05/2019 21:44

Preso por violência doméstica diz ter sido torturado por detentos em presídio

Segundo o rapaz ele foi amarrado e agredido por cerca de 5 horas com joelhadas, uma garrafa pet e pedaço de madeira.

Adriano Fernandes

Um rapaz, de 29 anos, condenado por violência doméstica diz ter sido torturado por colegas de cela no Estabelecimento Penal do Regime Aberto de Campo Grande. À polícia o rapaz contou que foi condenado a ficar cinco horas na unidade prisional, durante quatro finais de semana consecutivos, sendo que este sábado (18) foi o seu primeiro dia de pena.

No presídio ele teria sido colocado em um local fechado com outros 20 presos, que logo passaram a questioná-lo qual crime havia cometido. Ao admitir que era em decorrência de uma condenação pela lei Maria da Penha, o interrogatório evoluiu para um sessão de tortura.

Segundo o rapaz, dois detentos o levaram até o banheiro onde o amarraram e passaram a lhe agredi-lo com joelhadas, uma garrafa pet e um pedaço de caibro. Depois de agredi-lo os presos o deixaram amarrado e amordaçado no banheiro até o momento em que terminou o horário em que deveria sair.

Ainda segundo o rapaz, a todo momento os detentos diziam que iriam matá-lo porque ele era policial. No entanto, ele acredita que foi torturado porque estava com uma camiseta de Bombeiro Civil. Antes dele sair os presos disseram que se ele falasse alguma coisa para os agentes de plantão, o matariam no dia seguinte. No boletim de ocorrência sobre o caso não há a confirmação se de fato o homem é policial ou bombeiro. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions