ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  10    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Presos por invadir farmácia confessam outros dois assaltos em Campo Grande

Batalhão de Choque aprendeu dinheiro, celulares, carro e pistola

Por Aline dos Santos | 03/06/2020 11:55
Celulares, dinheiro e armas foram apreendidas com três suspeitos. (Foto: Divulgação)
Celulares, dinheiro e armas foram apreendidas com três suspeitos. (Foto: Divulgação)

Os ladrões que assaltaram farmácia no Bairro Buriti foram presos pelo Batalhão de Choque da PM (Polícia Militar) e confessaram envolvimento em roubos de uma lanchonete, onde até perderam o carregador da arma, e de outra farmácia, localizada na Avenida Mascarenhas de Moraes, no Bairro Coronel Antonino.

Na casa de Cláudio Agenor, foram encontrados o veículo Gol usado no último assalto, celular roubado e parte do dinheiro levado da farmácia. Cláudio disse que o seu irmão Edinaldo Alves também participou do roubo no Bairro Buriti.

Com Edinaldo, os policiais encontraram outro celular roubado na ação na farmácia, dinheiro e três munições. O terceiro a ser preso foi Thiago de Oliveira, 20 anos, que confessou os outros crimes e tinha uma pistola ponto 45.

Segundo Thiago, a arma estava sem carregador porque o perdeu durante a fuga num assalto à lanchonete.

Violência - O dono da farmácia no Bairro Buriti  contou à polícia que  dois bandidos armados, usando bonés e máscaras pretas, invadiram o estabelecimento por volta das 19h40, renderam todos que estavam no local e levaram para o escritório.

A dupla roubou dinheiro que estava em malote, celulares, notebook, aparelhos de aferir pressão, caixas de medicamentos, além do equipamento que grava as imagens das câmeras de segurança da farmácia. Um dos bandidos chegou a quebrar a gaveta de arquivos com socos.

 A ação dos ladrões durou dez minutos, tempo suficiente para as vítimas viverem situação de terror, como uma mulher que foi arrastada pelos cabelos.

Gol usado em crimes foi apreendido pelo Batalhão de Choque. (Foto: Divulgação)
Gol usado em crimes foi apreendido pelo Batalhão de Choque. (Foto: Divulgação)