ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 11º

Capital

Procissão atrai 15 mil fiéis que mantém viva a tradição de Corpus Christi

Após dois anos de suspensão, fiéis puderam externar a sua fé e devoção

Por Adriano Fernandes e Ana Beatriz Rodrigues | 16/06/2022 18:48
Multidão que acompanhou procissão nesta quinta-feira (16). (Foto: Paulo Francis)
Multidão que acompanhou procissão nesta quinta-feira (16). (Foto: Paulo Francis)

Nesta quinta-feira (16) o Centro de Campo Grande voltou a ser tomado por centenas de fieis, que mantém viva uma das maiores tradições da Igreja Católica. Cerca de 15 mil pessoas participam da missa e procissão de Corpus Christi, segundo a Guarda Civil Metropolitana. Uma multidão de devotos que após dois anos de suspensão da celebração, provou que nem mesmo uma pandemia, é capaz de abalar aqueles que tem fé.

Fieis que acompanharam missa na Praça do Rádio Clube. (Foto: Paulo Francis)
Fieis que acompanharam missa na Praça do Rádio Clube. (Foto: Paulo Francis)

Este ano o evento teve logística diferente. A Praça do Rádio é quem recebeu a tradicional Santa Missa campal com o arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa. "Eu não sei nem descrever o quanto esse momento me causa emoção. Foram 2 anos aguardando esse momento de novo", comentou durante a missa.

Do local, os fieis saíram em procissão pelo novo trajeto dos tapetes, que neste ano foram confeccionados a partir da Avenida Afonso Pena seguindo para a rua 14 de Julho até a Avenida Fernando Correa da Costa.

Um trajeto de 1,3 mil metros, que foi percorrido por quem não via a hora de externar a sua fé e devoção, mesmo após dois anos de adversidades. "É um sentimento de graça, meu coração está cheio de alegria. Foram dois anos de muita saudade e hoje temos o privilégio de estar todos reunidos de novo", comenta a professora Danielly Muriz, de 34 anos, da Paroquia Cristo Luz dos Povos.

Tapete foi confeccionado na Avenida Afonso Pena. (Foto: Paulo Francis) 
Tapete foi confeccionado na Avenida Afonso Pena. (Foto: Paulo Francis)

Para o missionário Silizone Rodrigues, de 24 anos, todos os devotos ansiavam pela celebração. "A igreja estava com muita saudade disso, essa é uma das nossas maiores festas, e esse dois anos sem ela, fez muita falta", comenta. A procissão de Corpus Christi terminou por volta das 19h na Avenida Fernando Correia da Costa com show da banda Colo de Deus. A celebração teve escolta da Guarda Municipal que empenhou quatro viaturas e oito guardas para os trabalhos.

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
Nos siga no Google Notícias