A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019

11/05/2019 10:19

Procon investiga 4 escolas após denúncias de propaganda enganosa

Caso ocorre depois que uma instituição de ensino foi interditada por vender curso como condição para emprego

Mayara Bueno
Fiscais do Procon em ação na escola interditada no fim de abril. (Foto: Tatiana Marin/Arquivo).Fiscais do Procon em ação na escola interditada no fim de abril. (Foto: Tatiana Marin/Arquivo).

O Procon de Campo Grande notificou quatro escolas e abriu procedimento para averiguar a existência de lesões aos consumidores. A situação ocorre depois da interdição de uma instituição de ensino que prometia vagas de estágio e emprego, mas vendia cursos como condição deste encaminhamento.

Segundo o órgão de proteção ao consumidor, após a fiscalização que culminou na interdição, novas denúncias chegaram ao Procon sobre quatro empresas suspeitas da mesma prática. Elas deverão apresentar documentação referente à autorização de funcionamento.

Por se tratar de investigação, os nomes não foram divulgados. Às empresas notificadas foi pedido o registro na Receita Federal, pois muitas têm nomes “fantasia” diferentes da razão social. Algumas escolas já foram franquia, mas hoje quem opera são proprietários locais que podem estar se valendo do nome da franquia.

No caso da escola “Aprendiz”, na Avenida Afonso Pena, que foi lacrada no fim de abril, foi identificado que o nome é semelhante a uma instituição de ensino de renome nacional. Em vistoria na sala do prédio, os fiscais não encontraram qualquer documentação de funcionamento da escola.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions