A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

18/08/2018 17:10

Procura pela vacina lota algumas unidades, mas várias ficam vazias

Faltando uma hora para o fim do expediente, CRS Tiradentes tinha fila quilométrica, enquanto outros não tinham demanda para atender

Ricardo Campos Jr. e Humberto Marques
Sala de espera da UBS da Vila Carlota completamente vazia na tarde deste sábado  (Foto: Henrique Kawaminami)Sala de espera da UBS da Vila Carlota completamente vazia na tarde deste sábado (Foto: Henrique Kawaminami)

O movimento no Dia D da campanha nacional de vacinação concentrou-se apenas em algumas unidades de Saúde de Campo Grande. Faltando uma hora para o encerramento das atividades, vários postos estavam completamente vazios, enquanto outros tinham filas quilométricas.

É o caso do bairro Tiradentes, onde a procura foi tanta que havia gente do lado de fora esperando para imunizar as crianças.

“O CRS (Centro Regional de Saúde) é referência para a população de vários bairros e por isso, ao longo do dia teve uma demanda grande. A quantidade de atendimentos foi dentro do esperado, acredito que as pessoas estejam bem conscientes”, diz a enfermeira Veruska Lira.

Por outro lado, no posto da Vila Carlota, havia poucas pessoas à procura das vacinas. O professor de educação física Lucas Martins levou a filha ao local, mas descobriu que ela não fazia parte do público-alvo da campanha por ter menos de 1 ano. “Já tinha ouvido falar, mas preferi vir aqui esclarecer”, afirma.

A unidade das Moreninhas estava completamente vazia. Segundo a enfermeira Nagla Borges, houve uma procura mais intensa pela manhã e começo da tarde, somente. “Não houve momentos de alta pressão. Durante a semana já houve a procura pela vacina”, afirma.

Posto do Jockey Clube completamente vazio  (Foto: Henrique Kawaminami)Posto do Jockey Clube completamente vazio (Foto: Henrique Kawaminami)

No Jockey Clube a situação era parecida, a sala de espera completamente vazia. No posto Dona Neta, que fica no bairro Guanandi, os funcionários disseram informalmente que haviam sido aplicadas 160 doses de cada vacina.

Todas as 66 unidades básicas de saúde de Campo Grande abriram às 7h neste sábado para o Dia D da campanha e funcionaram sem interrupção para o almoço.

Enfermeiros e técnicos foram convocados para trabalhar no mutirão por meio de decreto publicado durante a semana no Diário Oficial. Servidores do setor administrativo, agentes comunitários e assistentes sociais também reforçam as equipes para proporcionar um bom atendimento à população.

Segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a meta é imunizar pelo menos 95% das 158 mil crianças. Contudo, até a sexta-feira haviam sido aplicadas apenas 5.519 doses contra polio (11,60%) e 5.448 doses contra o sarampo (11,45%).

O órgão ainda não divulgou balanço da demanda do Dia D. A campanha segue até o dia 31 de agosto.

Posto do Tiradentes estava lotado (Foto: Henrique Kawaminami)Posto do Tiradentes estava lotado (Foto: Henrique Kawaminami)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions