A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

11/04/2014 10:22

Punido pelo CRM há mais de 10 anos, médico tem o registro cassado

Viviane Oliveira

O médico ortopedista e traumatologista, Pedro Marilto Vidal de Paula, foi punido com cassação do exercício profissional por várias atitudes antiéticas na profissão. A imposição da penalidade máxima foi divulgada hoje pelo CRM/MS (Conselho Regional de Medicina).

De acordo com o presidente do órgão, Alberto Cubel Brull Júnior, o médico vem sendo punido pelo conselho há mais de 10 anos. No entanto, agora, a punição foi referendada pelo CFM (Conselho Federal de Medicina). A sessão foi realizada no dia 31 de janeiro deste ano.

Conforme o edital, o médico é acusado de encaminhar pacientes a colegas em exercício irregular com a medicina em estabelecimento sob-responsabilidade dele. Ele também omitia ao CRM o nome fantasia da clinica pela qual é responsável. Além de cometer inúmeras atitudes antiéticas ao longo do exercício da profissão.

De acordo com o assessor-jurídico do CRM/MS, advogado André Borges, a partir de hoje Pedro Vidal não pode mais exercer a profissão de médico. “Ele já tinha vários antecedentes negativos e por conta disso recebeu a pena máxima”, diz.

Ainda conforme Borges, agora não cabe mais recurso algum. No ano passado, o médico entrou com recurso contra a decisão do CRM, porém a punição cassando o direito de Pedro Vidal exercer a profissão foi confirmada pelo conselho federal.

A reportagem do Campo Grande News tentou falar com o médico no consultório, no entanto, a secretária informou que ele está em viagem e não tem autorização para passar o número de celular.

Tribunal nega recurso e mantém condenação de médico
A 1ª Turma Criminal do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) manteve, por unanimidade, a sentença que condenou o médico ortopedista Pedro...
Homem é baleado nas costas enquanto caminhava na 14 de Julho
Jovem de 23 anos foi baleado nas costas enquanto caminhava na Rua 14 de Julho, no Bairro Cabreúva, em Campo Grande. Hugo Vinícius Crisanto de Lima fo...


Até que enfim, aparece um médico cassado. O corporativismo dessa classe ultrapassa os limites. A sociedade quer ver às dezenas de outros cassados, porque se ficar somente nesse caso, ele configurará apenas como um bode expiatório entre tantos outros casos que os meios de comunicação denunciam no País afora. Não vou dar parabéns ao CRM porque isto é apenas uma gota d'água no meio do oceano. Até...
 
JOÃO ALVES DE SOUZA em 11/04/2014 15:49:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions